Criadores de criptomoeda inspirada em “Round 6” dão golpe e roubam mais de US$ 2 milhões

Chamada de SQUID, moeda digital chegou a valer US$ 2.861 (R$ 16,2 mil) antes de cair para US$ 0 na segunda-feira (1º)

Criadores de criptomoeda inspirada em 'Round 6' roubaram mais de US$ 2 milhões
Criadores de criptomoeda inspirada em 'Round 6' roubaram mais de US$ 2 milhões Youngkyu Park/Netflix

Jordan Valinskydo CNN Business

Ouvir notícia

Uma moeda digital inspirada na popular série da Netflix “Round 6” está sendo negociada a US$ 0 depois que seus criadores sacaram todos seus valores, efetivamente roubando cerca de US$ 2,1 milhões (cerca de R$ 11,9 milhões) dos investidores.

A criptomoeda, chamada de SQUID (referência ao nome em inglês da série, “Squid Game”), chegou a valer US$ 2.861 (R$ 16,2 mil) antes de cair para US$ 0 na segunda-feira (1º), de acordo com a CoinMarketCap.

O golpe, que foi relatado pelo Gizmodo, é chamado de “puxada de tapete”. Isso significa que os criadores da criptomoeda sacam suas cotas em troca de dinheiro real, desvalorizando rapidamente o valor da moeda digital.

Antes do golpe, a capitalização de mercado da criptomoeda era de pouco mais de US$ 2 milhões (R$ 11,3 milhões), de acordo com a CoinMarketCap.

O SQUID é um token que pode ser usado para um novo jogo online inspirado na popular série coreana, que apresenta um torneio mortal de jogos infantis.

O GIzmodo apontou vários sinais de que era uma farsa, incluindo seu site (agora fora do ar) cheio de erros de ortografia. Outro sinal de alerta: os investidores podiam comprar, mas não vender, SQUID.

O CoinMarketCap também alertou potenciais investidores que o SQUID era provavelmente uma farsa, exibindo um aviso “para ter extremo cuidado” se comprassem a criptomoeda.

“Roud 6” – um drama ficcional distópico – se tornou a principal série da Netflix em todo o mundo. A empresa disse à CNN no início deste mês que foi vista por 111 milhões de contas desde sua estreia em setembro, tornando-se a “série com maior lançamento” da empresa.

Executivos apontaram o programa como evidência de que sua crescente lista de conteúdo internacional pode ressoar em uma variedade de públicos.

A Netflix disse à CNN na semana passada que não era afiliada à criptomoeda e não quis comentar mais.

A CNN entrou em contato com os desenvolvedores do projeto SQUID por meio das informações de contato listadas em seu site e não recebeu uma resposta imediata.

Michelle Toh contribuiu para esta reportagem

(Texto traduzido; leia o original em inglês)

Mais Recentes da CNN