Crise na cadeia de suprimentos reduz oferta de champanhe nos EUA

Aumento da demanda e diminuição das safras de uvas também colaboraram para que a bebida se esgotasse na véspera de Ano-Novo dos americanos

EUA: demanda por champanhe e vinhos espumantes aumentou 120% desde 2019
EUA: demanda por champanhe e vinhos espumantes aumentou 120% desde 2019 Alexander Naglestad / Unsplash

Parija Kavilanzdo CNN Business*

Ouvir notícia

Como se este ano não tivesse sido desafiador o suficiente, ele está nos deixando com mais uma chance de despedida – uma escassez de champanhe.

Os festeiros ansiosos para um animado início de 2022 com seu espumante favorito devem se preparar para uma possível decepção – especialmente se você quiser uma variedade mais sofisticada.

Os vendedores de bebidas alcoólicas dizem que marcas como Moet & Chandon e Veuve Clicquot, que podem ser vendidas de US$ 50 a mais de US$ 100 a garrafa, estão esgotadas em muitos mercados, forçando os clientes a trocar por uma marca menos ostentosa ou por outras opções.

Isso está acontecendo por três motivos principais: aumento da demanda, diminuição das safras de uvas e uma cadeia de suprimentos interrompida que reduziu drasticamente a produção e distribuição de uma série de produtos, de sapatos a brinquedos e sim, champanhe.

“Esses fatores colocaram uma pressão significativa sobre os varejistas nos Estados Unidos nesta temporada”, disse Michael Osborn, fundador e vice-presidente executivo da Wine.com. “Infelizmente, marcas exclusivas como Dom Perignon e Veuve Clicquot estão esgotadas em alguns mercados, mas não em todos.”

Enquanto isso, a demanda por champanhe e vinhos espumantes aumentou 120% desde 2019, acrescentou ele. Osborn disse que a empresa antecipou a crise no fornecimento de champanhe e fez um esforço para estocar marcas populares.

“Isso nos permitiu ter um bom suprimento durante a temporada de vendas de fim de ano”, disse Osborn. “Neste ponto, nossa seleção ultrapassa mais de 300 opções de espumantes, incluindo quase 100 opções da região francesa de Champagne.”

O serviço de entrega de bebidas alcoólicas Saucey, que pode fazer um pedido de champanhe chegar à sua porta em 30 minutos, também disse que a disponibilidade do espumante é irregular antes do Ano Novo, e marcas mais sofisticadas têm sido difíceis de encontrar desde o Natal.

O vendedor de bebidas online Drizly, que oferece entregas em menos de 60 minutos, disse que Champagne e prosecco são os vinhos espumantes mais vendidos em seu site antes da véspera de Ano Novo.

“Embora não estejamos vendo sinais de que os consumidores estão procurando alternativas ainda no Drizly, existem outros estilos disponíveis caso os consumidores estejam enfrentando desafios de abastecimento em nível local”, disse Liz Paquette, diretora de marca da empresa e chefe de insights do consumidor. Essas opções incluem espumante rosé, Cava e vinhos espumantes americanos, disse ela.

*Texto traduzido. Para ler o original em inglês, clique aqui

Mais Recentes da CNN