Desemprego é a principal preocupação econômica do brasileiro, diz pesquisa

Até novembro, o maior problema econômico era o baixo crescimento

Fila de pessoas procurando emprego em São Paulo
Fila de pessoas procurando emprego em São Paulo Rovena Rosa/Agência Brasil

Raphael Coraccinida CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

O desemprego passou a ser a principal preocupação dos brasileiros em dezembro levando em conta apenas fatores econômicos, aponta a pesquisa Genial/Quaest, divulgada nesta quarta-feira (8).

Até novembro, o maior problema econômico do país na percepção das pessoas era o baixo crescimento, com 23% das pessoas avaliando de maneira negativa esse aspecto da economia, contra 14% de brasileiros que indicavam a dificuldade de encontrar trabalho como a principal preocupação.

Neste mês, o desemprego como principal preocupação saltou para 18%, enquanto o crescimento econômico caiu para 14%, segundo a pesquisa.

Os principais problemas da economia em dezembro foram:

  • Desemprego: 18%
  • Crescimento econômico: 14%
  • Inflação: 9%

A preocupação com a inflação aparece em terceiro lugar, com 9% das pessoas indicando essa questão como a mais preocupante do ponto de vista econômico.

Em julho, apenas 2% se manifestavam preponderantemente preocupados com o aumento dos preços. O índice subiu até 11%, em novembro, e caiu ligeiramente no último mês.

Veja outros pontos da pesquisa Genial/Quaest sobre a percepção do brasileiro em dezembro a respeito dos principais problemas do país.

Economia 2021/2022

Para a maior parte dos entrevistados, a economia brasileira piorou no último ano: 70% dos entrevistados identificaram uma piora no quadro econômico. Apenas 17% avaliaram uma melhora e 12% disseram que a situação se manteve estável.

A perspectiva para os próximos 12 meses é de melhora para a maior parte: 41% das pessoas enxergam um horizonte de curto prazo mais promissor.

Outros 31% entendem que a situação econômica do país pode piorar e 22% que deve ficar igual no próximo ano.

No último ano, a economia:

  • Piorou: 70%
  • Melhorou: 17%
  • Ficou estável: 12%

Para o próximo ano, a economia deve:

  • Melhorar: 41%
  • Piorar: 31%
  • Ficar estável: 22%

Principais problemas do país como um todo

A economia aparece como o principal problema do país para os entrevistados da pesquisa, com 41% indicando essa questão como a mais sensível.

A saúde e problemas relacionados à pandemia aparecem em segundo lugar, com 19%.

Questões sociais e corrupção vêm em seguida, com 14% e 10% das pessoas indicando esses problemas como os mais graves, respectivamente.

  • Economia: 41%
  • Saúde/pandemia: 19%
  • Questões sociais: 14%
  • Corrupção: 10%

Preocupações com a pandemia

Na questão da pandemia, 62% dos brasileiros se disseram, em dezembro, muito preocupados, o que representa um crescimento com relação aos 55% registrados no mês anterior. Em julho, este número chegou a 79% e, desde então, vinha caindo, mas sofreu uma reversão.

Neste mês, 30% se disseram pouco preocupados e 7%, nada preocupados.

  • Muito preocupado: 62%
  • Pouco preocupado: 30%
  • Nada preocupado: 7%

Questões sociais

A fome e a miséria são as principais preocupações do brasileiro quando o assunto é a questão social.

Em julho, 4% dos brasileiros indicavam que o assunto era o mais urgente quando o tema era problemas sociais, número que subiu para 11% em dezembro.

A desigualdade aparece estável na segunda posição, considerada a grande preocupação para 2% das pessoas.

O tópico relacionado ao crescimento de pessoas morando nas ruas é o maior problema para 1% dos brasileiros. Habitação e moradia têm índice próximo de zero.

  • Fome/miséria: 11%
  • Desigualdade: 2%
  • Pobreza/gente morando na rua: 1%
  • Habitação/moradia: 0%

Mais Recentes da CNN