Dois secretários da Economia pedem demissão e time de Guedes minimiza saídas

Exonerações foram publicadas nesta quarta-feira no Diário Oficial

Do CNN Brasil Business*

Ouvir notícia

Mais dois secretários e um diretor do Ministério da Economia pediram demissão dos cargos.

De acordo com a analista de política da CNN Renata Agostini, que conversou com integrantes da pasta nesta quarta-feira (19), secretários do time do ministro Paulo Guedes minimizaram o impacto das saídas.

De acordo com eles, são baixas ligadas ao fim de mandato e a possiblidade de reestruturações na pasta, o que estaria levando integrantes da equipe a se recolocarem em outras posições fora do governo neste início de último ano do mandato.

Desde o fim do ano passado, informa Agostini, há um decreto preparado para publicação pela Economia para reformular secretarias e criar uma nova secretaria de pesquisas integrando o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Estão deixando a equipe econômica o secretário de Gestão da Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, Cristiano Rocha Heckert; o secretário de Avaliação, Planejamento, Energia e Loteria, vinculada à Secretaria do Tesouro, Gustavo José de Guimarães e Souza; e o diretor de Programa da Secretaria da Receita Federal, Mauro Sergio Bogea Soares.

As exonerações, a pedido, estão publicadas no Diário Oficial da União desta quarta-feira. No caso de Heckert e Gustavo Guimarães, as exonerações são retroativas a 7 e 13 de janeiro, respectivamente.

Segundo o Ministério da Economia, Heckert foi escolhido em dezembro para ser o novo diretor-presidente da Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal do Poder Executivo (Funpresp-Exe), por isso está deixando o cargo.

Gustavo Guimarães será substituído por Fernando Serta Meressi, que atualmente é subsecretário de planejamento governamental, mas já havia sido nomeado como substituto eventual de Guimarães há alguns meses. Segundo a Economia, Gustavo Guimarães está indo para o Legislativo.

Já a Receita Federal apenas reforçou que a exoneração de Soares ocorreu a pedido do servidor. Não há informações sobre o substituto.

*Com Estadão Conteúdo

Mais Recentes da CNN