Dono do Botafogo planeja abrir capital da empresa que administra clube

Empresário John Textor, que comprou o Botafogo, é um dos entrevistados do programa CNN Soft Business desta quinta-feira (3), às 22h30

Empresário norte-americano John Textor
Empresário norte-americano John Textor CNN/Reprodução

Fernando NakagawaPhelipe Sianido CNN Brasil Business

Em São Paulo

Ouvir notícia

O empresário norte-americano John Textor diz estudar a abertura de capital da empresa que administra o clube brasileiro Botafogo e o Cryistal Palace, da Inglaterra.

Em entrevista ao programa CNN Soft Business, ele fala da oferta pública de ações (IPO), nos Estados Unidos, como uma forma de atrair recursos para o esporte e, em especial, para os clubes de futebol que está à frente.

Para Textor, o montante que está sendo investido no Botafogo pode aumentar com a entrada no mercado de capitais.

“As pessoas estão impressionadas com a quantidade de dinheiro que está sendo alocado para ajudar o Botafogo. Mas essa é a porcentagem menor do dinheiro disponível para essa equipe, se acessarmos o mercado de capitais, e se realmente pudermos trazer esse capital para novas instalações de estádios e de academias, por exemplo. Acredito que seja uma nova oportunidade para o futebol”, diz.

O empresário diz ainda que a possibilidade de o público comprar ações aumenta o “sentimento de propriedade dos fãs dos times”. “Torcedores apaixonados podem ser donos de uma equipe”, afirma.

No Brasil, apesar das transações milionárias que envolvem times e jogadores, muitos clubes estão sistematicamente no vermelho. Os 15 maiores brasileiros devem, juntos, R$ 10 bilhões, o dobro do que arrecadam.

O episódio do CNN Soft Business, previsto para ir ao ar na quinta-feira (10/3) a partir das 22h30, explica tudo sobre a Lei da SAF (Sociedade Anônima do Futebol), que facilita a transformação de clubes em empresas —processo pelo qual passaram, recentemente, o Botafogo, comprado por Textor, e o Cruzeiro, adquirido pelo ex-jogador e empresário Ronaldo Nazário.

Mais Recentes da CNN