Elon Musk diz que segue investido em bitcoin e quer ver o sucesso da cripto

Executivo assumiu saber que suas manifestações públicas impactam o preço do ativo, mas garante que seu investimento é feito pensando no longo prazo

Foto: REUTERS/Mike Blake/Foto de arquivo

Clare Duffy, do CNN Business*

Ouvir notícia

O fundador da Tesla, Elon Musk, é uma das vozes corporativas mais eloquentes quando se trata de criptomoedas. Ele frequentemente usa sua enorme plataforma no Twitter para postar sobre vários ativos digitais e muitas vezes causa grandes oscilações em seus preços. Mas, na quarta-feira (21), Musk esclareceu que segue sendo investidor e apoiador de criptoativos.

Falando em um evento chamado The B Word, que teve como objetivo “explicar como as instituições podem adotar o Bitcoin”, ao lado do CEO do Twitter e da Square, Jack Dorsey, e da CEO da Ark Invest, Cathie Wood, Musk disse que os únicos grandes investimentos pessoais que possui fora de suas empresas Tesla e SpaceX estão em bitcoin, ethereum e dogecoin. Ele acrescentou que a Tesla e a SpaceX também possuem bitcoin.

E, apesar da turbulência que ele criou no mundo das criptos recentemente, Musk disse ser “um defensor do bitcoin e da ideia das criptomoedas em geral”. Os preços de várias criptomoedas de grande porte, incluindo as três que Musk possui, se tornaram extremamente voláteis nos últimos meses em resposta às suas declarações e ações na Tesla.

Dogecoin despencou em maio depois que Musk apareceu no Saturday Night Live e brincou com o ativo. No mesmo mês, Musk disse que a Tesla pararia de aceitar bitcoin como pagamento por causa da enorme quantidade de energia usada para extraí-lo, fazendo com que o preço caísse.

Mas, em última análise, Musk disse no evento que seu sucesso financeiro está parcialmente ligado ao desempenho dessas moedas digitais. E, no estilo Musk, ele formulou seu discurso de uma forma que poderia chamar a atenção dos reguladores.

“Se o preço do bitcoin cair, perco dinheiro”, disse Musk. “Posso inflar, mas não largo… Definitivamente, não acredito em aumentar o preço e vender, ou algo assim. Gostaria de ver o bitcoin ter sucesso.”

“Pump e dump”, ou inflar e largar, é um tipo de fraude de títulos em que alguém tenta aumentar o preço de um ativo por meio de declarações falsas, enganosas ou exageradas (o “pump”) e depois os vende para lucrar com os preços inflacionados (o “dump”). A prática é monitorada e processada pela Securities and Exchange Commission.

Musk não é estranho à agência. Em 2018, ele foi acusado de fraude em títulos devido ao uso do Twitter, inclusive para postar informações sobre as perspectivas de Tesla. Ele concordou com um acordo exigindo que os advogados da Tesla revisassem suas postagens sobre a empresa, que ele teria violado duas vezes nos últimos dois anos.

Musk e Dorsey também abordaram as preocupações ambientais sobre bitcoin e outras criptomoedas, que exigem grandes quantidades de energia para alimentar os computadores necessários para “minerá-los”.

Há um número finito de bitcoins e os computadores devem completar equações complexas para acessá-los (ou “minerá-los”) e colocá-los em circulação – quanto mais bitcoins são extraídos, mais difícil e intensivo de energia esse processo se torna.

Em maio, a Tesla interrompeu as transações de bitcoin depois que Musk disse que percebeu que a rede da criptomoeda poderia depender de energia movida a carvão.

“A missão da Tesla é acelerar o advento da energia sustentável. Não podemos ser a empresa que faz isso e também não fazemos a devida diligência no uso de energia do bitcoin”, disse Musk. “Agora, parece que o bitcoin está mudando muito mais para as energias renováveis.”

Musk disse que a empresa está mantendo bitcoin em caixa e provavelmente começará a aceitar pagamentos com bitcoin novamente quando cerca de metade da energia usada para extrair bitcoin vier de fontes limpas, como energia solar e eólica, algo que ele disse anteriormente no Twitter. (Musk, no entanto, é conhecido por fazer promessas e depois voltar atrás.)

Dorsey, cuja empresa Square comprou bilhões em bitcoins e construiu um aplicativo para desenvolvedores de cripto, destacou o potencial de aproveitar várias formas de energia para alimentar as operações de mineração de criptomoedas. Ele mencionou uma empresa chamada Great American Mining, que captura chamas de metano em campos de petróleo para alimentar seus sistemas de mineração de bitcoin.

“Imagine aproveitar a energia que está sendo desperdiçada todos os dias e convertê-la em um sistema de dinheiro seguro e sólido para o planeta”, disse Dorsey.

*Texto traduzido, clique aqui para ler o conteúdo original

Mais Recentes da CNN