Equipe econômica mantém projeção do PIB em 1,5% e aumenta a da inflação para 7,9% em 2022

Ministério da Economia afirma que a convergência da inflação com a meta de 3% deve ocorrer em 2024, e não mais em 2023

Fabrício Juliãodo CNN Brasil Business

em São Paulo

Ouvir notícia

A equipe econômica do governo federal aumentou a projeção para o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), considerado a inflação oficial do país, de 6,55% para 7,9% em 2022. Para o ano que vem, a estimativa foi de 3,25% para 3,6%. Já a expectativa de crescimento do PIB brasileiro para este ano foi mantida em 1,5%, e em 2,5% para o próximo ano.

As projeções foram divulgadas nesta quinta-feira (19), no Boletim MacroFiscal do Ministério da Economia.

A equipe econômica do governo afirma que a convergência da inflação com a meta de 3% deve ocorrer em 2024, e não mais em 2023.

O boletim ressalta os dados mais recentes do IPCA, que desacelerou em março de 1,62% para 1,06% em abril, queda de 0,56 ponto percentual. No ano, o indicador
acumula alta de 4,29% e, em 12 meses, de 12,13%.

PIB

A estimativa do PIB brasileiro foi mantida em 1,5% para este ano, sendo projetado crescimento de 2,5% a partir de 2023.

“A melhora no desempenho do PIB brasileiro tem ocorrido pela retomada no setor de serviços e ampliação dos investimentos, o que tem se refletido na robusta recuperação do mercado de trabalho”, afirmou a equipe econômica.

Projeção mercado

A projeção do mercado financeiro para a inflação em 2022 é de 7,89%, enquanto para o ano que vem é 4,1%, segundo o último boletim Focus, divulgado em 2 de maio.

Já a estimativa do crescimento econômico do mercado para 2022 encontra-se em 0,7%, com previsão de alta de 1% para o PIB de 2023.

Vale ressaltar que o Banco Central não divulgou o boletim Focus nas últimas semanas em razão da greve dos servidores que ocorre desde abril, inviabilizando a divulgação dos dados.

Em atualização

Mais Recentes da CNN