EUA e Alemanha assinam acordo para acelerar transição para energias renováveis

Países trabalharão no desenvolvimento e uso de tecnologias que acelerem a transição para a energia limpa, em especial energia eólica offshore, veículos de emissão zero e hidrogênio

Os dois lados também se comprometeram a colaborar para promover ambiciosas políticas climáticas e a segurança energética em âmbito global
Os dois lados também se comprometeram a colaborar para promover ambiciosas políticas climáticas e a segurança energética em âmbito global Zoltan Tasi/Unsplash

do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

Os Estados Unidos e a Alemanha assinaram um acordo nesta sexta-feira (27) para aprofundar a cooperação bilateral no sentido de substituir combustíveis fósseis por energia renovável, como parte de esforços para conter as mudanças climáticas.

Pelo acordo, os dois países vão trabalhar no desenvolvimento e uso de tecnologias que acelerem a transição para a energia limpa, particularmente na área de energia eólica offshore, veículos de emissão zero e hidrogênio.

Os dois lados também se comprometeram a colaborar para promover ambiciosas políticas climáticas e a segurança energética em âmbito global.

Enviado para questões climáticas dos EUA, John Kerry disse que as duas nações esperam colher os benefícios de mudar para energia limpa antecipadamente, por meio da criação de novos empregos e oportunidades para empresas no crescente mercado de produtos renováveis.

Já o ministro das Finanças e Proteção Climática alemão, Robert Habeck, declarou que o acordo reflete a urgência de se lidar com a questão do aquecimento global.

Cientistas alegam que drásticos cortes nas emissões de gases precisam ser feitos mundialmente nesta década para que as metas definidas no Acordo de Paris de 2015 sejam cumpridas.

Mais Recentes da CNN