Facebook revela como está ganhando dinheiro com o WhatsApp

Na quarta-feira, a empresa finalmente divulgou alguns detalhes sobre como está usando o WhatsApp para impulsionar as vendas de anúncios

Clare Duffy, do CNN Business, em Nova York

Ouvir notícia

Desde que o Facebook pagou US$ 19 bilhões para comprar o WhatsApp em 2014, os investidores se perguntam como lucrar com a aquisição, especialmente depois que a companhia desistiu de um plano controverso de vender anúncios no aplicativo.

Na quarta-feira, a empresa finalmente divulgou alguns detalhes sobre como está usando o WhatsApp para impulsionar as vendas de anúncios em suas outras plataformas, Facebook e Instagram.

 

As empresas que usam o WhatsApp para se comunicar com os clientes e realizar transações – um grupo considerado fundamental para o futuro do aplicativo – podem, desde 2017, adquirir anúncios no Facebook e Instagram que incluem um botão que permite aos usuários mudar para o WhatsApp e iniciar uma conversa com essa empresa. O CEO Mark Zuckerberg disse na quarta-feira que, agora, um milhão de empresas usam o “clique para acessar o WhatsApp”.

Aplicativo, WhatsApp
Aplicativo WhatsApp
Foto: Thomas White – 28.mai.2020/Reuters

 

Também está lançando um novo recurso: empresas agora poderão começar a criar  anúncios diretamente do aplicativo WhatsApp Business, o que não era possível antes, tornando o processo de compra de anúncios mais simples.

Zuckerberg fez o anúncio na chamada de lucros do Facebook para o primeiro trimestre de 2021. A empresa relatou vendas totais de publicidade trimestrais de US$ 25,4 bilhões, um aumento de 46% em relação ao mesmo período do ano anterior. O registro de lucro por ação foi de US$ 3,30, um aumento de 93% ano a ano, sobre receita de quase US$ 26,2 bilhões. Analistas de Wall Street projetavam receita de US$ 23,7 bilhões.

Os bons resultados vêm apesar de uma série de problemas que o Facebook enfrentou durante o trimestre, incluindo consequências do tumulto no Capitólio em 6 de janeiro, questionamentos sobre desinformação, contínuo escrutínio antitruste e preocupações com privacidade depois que milhões de informações de usuários foram postadas em um site de hackers.

As ações do Facebook subiram quase 6% no pregão de quarta-feira.

Novo recurso no WhatsApp

O novo recurso faz uso dos “catálogos” do WhatsApp Business – basicamente, vitrines virtuais ou menu no perfil de uma empresa onde os clientes podem ver suas ofertas. Os usuários corporativos agora poderão selecionar um item de seu catálogo e rapidamente transformá-lo em um anúncio do Facebook ou Instagram com um botão que direciona os espectadores de volta ao seu perfil do WhatsApp.

Na versão anterior, os proprietários de negócios tinham que ir ao Facebook ou Instagram para iniciar o processo de compra de anúncios.

“Para muitas pessoas, o comércio online é menos sobre sites e lojas e mais sobre mensagens”, disse Zuckerberg. “O próximo passo é tornar mais fácil para as empresas adotarem todos esses serviços e dar a elas as ferramentas que possam lidar com mensagens e relacionamento com o cliente.”

O novo recurso é um sinal de que o Facebook está dobrando seu plano de não permitir anúncios diretamente no WhatsApp. Em vez disso, o potencial de receita futura do aplicativo provavelmente virá de ofertas, como pagamentos e comércio eletrônico.

“Quero deixar claro – temos um longo caminho a percorrer para construir uma plataforma de comércio com recursos completos em nossos serviços, e esta é uma jornada de vários anos, mas estou muito empenhado em chegar lá”, disse Zuckerberg.

À medida que desenvolve esses novos modelos de negócios, a empresa está usando o WhatsApp para fortalecer seu negócio principal de publicidade.

Ainda assim, não está claro sobre quanto impacto isso está tendo. A empresa não divulgou as vendas dos anúncios click-to-WhatsApp, e um milhão de empresas que os usam são uma fração do total de 50 milhões de usuários corporativos do WhatsApp. (Em todos os serviços do Facebook, mais de 200 milhões de empresas usam suas ferramentas de negócios).

“No longo prazo, há potencial para monetizarem a plataforma WhatsApp, mas isso vai levar tempo até que se torne um impulsionador mais significativo [de receita], mas continua sendo uma plataforma atraente”, disse Daniel Flax, analista de pesquisa sênior da Neuberger Berman antes do relatório e anúncio de lucros.

Outros detalhes de ganhos

Os primeiros três meses de 2021 foram bons para os negócios de publicidade do Facebook – com muitas pessoas ainda presas em casa, a publicidade móvel era uma forma popular de alcançar os consumidores.

O crescimento das vendas de anúncios do Facebook foi impulsionado por um aumento de 30% ao ano no preço médio por anúncio, e um aumento de 12% no número de anúncios entregues, segundo o CFO David Wehner, em comunicado.

“Esperamos que o crescimento da receita de publicidade continue a ser impulsionado principalmente pelo preço durante o resto do ano de 2021”, disse Wehner.

A empresa também relatou uma média de quase 3,5 bilhões de pessoas usando sua família de aplicativos, incluindo Facebook, Instagram e WhatsApp, mensalmente a partir de 31 de março, um aumento de 15% em relação ao mesmo período do ano anterior.

No trimestre atual, o Facebook pode começar a enfrentar ventos contrários por causa da nova política de privacidade de aplicativos da Apple como parte de sua atualização do iOS 14.5.

“O impacto em nosso próprio negócio será administrável”, disse Wehner sobre a atualização. “Continuamos esperando que isso seja um obstáculo para o resto do ano, mas estamos fazendo um bom progresso… em nossas próprias soluções para ajudar os anunciantes a navegar por essas mudanças, e isso inclui ajudar os anunciantes a trabalhar com a API da Apple também como nossa própria abordagem para usar dados agregados para segmentação e medição.”

(Texto traduzido. Clique aqui para ler o original)

 

Mais Recentes da CNN