Fazenda Futuro relança hambúrguer vegetal e promete mais semelhança com carne

A marca trabalhou para dar à proteína o mesmo gosto, textura e suculência da carne animal sendo ele totalmente vegetal

Futuro Burger 2030 / Foto: Hambúrguer do Futuro/Divulgação

Wesley Santana,

colaboração para o CNN Brasil Business

Ouvir notícia

Já conhecida pelas suas carnes vegetais muito parecidas com carne animal, a foodtech Fazenda Futuro acaba de anunciar o relançamento de sua linha de hambúrgueres. O Futuro Burger 2030, segundo a empresa, tem menos gordura e sódio e um sabor ainda mais próximo do hambúrguer convencional.

A marca trabalhou para dar à proteína o mesmo gosto, textura e suculência da carne animal sendo ele totalmente vegetal. Além disso, a composição é de ingredientes não transgênicos, sem glúten, sem colesterol, sem gordura trans e com óleos naturais. Para dar tom vermelho, a beterraba continua sendo a grande aliada.

 “O Futuro Burger 2030 chega para marcar uma nova era na empresa e no mercado de plant-based [dieta à base de plantas], com uma tecnologia que nos permitirá atualizar todos os produtos”, afirma Marcos Leta, fundador da empresa. 

Nesta nova geração, a Fazenda também passou a usar embalagens fabricadas a partir da tecnologia americana Eco-one, que usa compostos orgânicos como base e se biodegrada em, no máximo, cinco anos. A expectativa é que, a longo prazo, esta embalagem também substitua as atuais

“A nova matriz leva esse nome porque traz em si as mudanças que o mundo precisa e que estavam previstas para 2030, dentro da agenda dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU. Entre elas, estão o consumo e produção responsáveis e a preservação dos ecossistemas terrestres”, diz a empresa.

O Futuro Burger 2030 está sendo vendido nas principais redes de supermercados, mas a previsão é que em dois meses ele este já esteja circulando por todo o Brasil. É possível encontrar com preços a partir de R$ 16.  

Mais Recentes da CNN