Fed deve intensificar combate à inflação com aumento da taxa de juros

Expectativa do mercado é de alta de 0,5 ponto percentual, conforme BC americano intensifica esforços para combater inflação elevada

Fachada da sede do Federal Reserve Board em Washington, EUA
Fachada da sede do Federal Reserve Board em Washington, EUA 19/03/2019REUTERS/Leah Millis

Por Ann Saphir, da Reuters

Ouvir notícia

O Federal Reserve deverá aumentar nesta quarta-feira (4) a taxa de juros em 0,5 ponto percentual e anunciar o início da redução de seu balanço de US$ 9 trilhões, conforme intensifica os esforços para reduzir a inflação elevada nos Estados Unidos.

As autoridades do Fed têm telegrafado uma decisão que elevará os juros de curto prazo para uma faixa de 0,75% a 1%, além de dar início a um plano para reduzir sua carteira de Treasuries e títulos lastreados em hipotecas (MBS) em até US$ 95 bilhões por mês.

O comunicado será divulgado às 15h00 (horário de Brasília).

Os mercados têm precificado novos aumentos dos juros durante este ano e no próximo, incluindo pelo menos mais dois aumentos de 0,5 percentual, com os operadores apostando que o banco central vai agir muito mais rapidamente do que havia previsto em março para elevar custos de empréstimo até o ponto em que eles começarão a reduzir a inflação.

Sem novas projeções econômicas ou para os juros até a reunião de junho do Fed, a maioria das pistas sobre até onde e com que rapidez o banco central irá agir virá da entrevista à imprensa do chair do Fed, Jerome Powell, meia hora após a divulgação do comunicado.

Mais Recentes da CNN