Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Fundo imobiliário de destaque em abril recebe 5 de 8 indicações; veja recomendados

    Segundo especialistas, ativos que dependem da reabertura econômica acabam dando sinais mais expressivos de recuperação, caso dos fundos imobiliários

    Fundos de tijolo e de papel devem se destacar ao longo do mês, apontam especialistas
    Fundos de tijolo e de papel devem se destacar ao longo do mês, apontam especialistas Getty Images

    Artur Nicocelido CNN Brasil Business

    em São Paulo

    Ouvir notícia

    Os “fundos de tijolos e de papéis” devem se destacar ao longo de abril. Segundo especialistas entrevistados pelo CNN Brasil Business, os ativos que dependem da reabertura econômica acabam dando sinais mais expressivos de recuperação —caso dos fundos imobiliários.

    Fred Nobre, responsável pela área de análise da Warren, destaca que a redução no número de casos relacionados à Covid-19, “principalmente em São Paulo e no Nordeste”, bem como a liberação do uso de máscaras favoreceu os fundos de imóveis físicos, “em que as pessoas precisam estar presencialment”e, como shoppings e lojas.

    Caio Ventura, analista da Guide Investimentos, declarou também que, desde março, um alívio sobre a percepção de risco dos investidores proporcionou um momento melhor aos “fundos de tijolos” —uma categoria de fundo imobiliário que investe em imóveis físicos.

    Ambos os especialistas destacaram que o alívio é devido à sinalização de estabilização da trajetória de juros, uma previsibilidade sobre o aperto monetário e também ao monitoramento sobre o cenário externo.

    Por outro lado, Gabriel Teixeira, analista de fundos de investimento imobiliário da Ativa, sugere os “fundos de papel” —direcionado a títulos relacionados ao mercado imobiliário— que acompanham indicadores como o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), Índice Geral de Preços–Mercado (IGP-M) e a taxa CDI (certificado de depósito interbancário).

    “Como esses  fundos investem em instrumentos de renda fixa, conseguem repassar a inflação “de forma mais rápida”, e o atual cenário econômico ajuda o desempenho desses FIIs”, diz o analista.

    A projeção do mercado financeiro para a inflação em 2022, por exemplo, avançou de 6,59% para 6,86%. Essa é a 11ª alta semanal consecutiva na mediana das previsões para o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo). A expectativa para 2023 também subiu, de 3,75% para 3,80%.

    Carteira de  abril

    Para a carteira de fundos de abril do CNN Brasil Business, foram analisadas as indicações de oito corretoras e bancos: XP, Warren, Genial, Ativa, Guide, BTG Pactual, Órama e Terra Investimentos

    Os fundos mais recomendados foram o Bresco Logística, com cinco indicações, e RBR High Grade, CSHG Renda Urbana, Capitania Securities II e CSHG Real Estate —todos com quatro recomendações.

    Saiba o que os analistas disseram sobre os fundos imobiliários com mais recomendações para abril:

    Bresco Logística

    Ticker: BRCO11

    Comentário: XP

    O Bresco Logística é um fundo com um portfólio de ativos de alta qualidade e bem localizados (principalmente próximos na cidade de São Paulo), composto por 11 propriedades.

    Em geral, os imóveis do fundo são de alto padrão construtivo, possuem elevada taxa de ocupação e boa parte de seus contratos são atípicos, o que traz maior segurança em períodos de incertezas.

    Nossa visão é que o fundo tem inquilinos com baixo risco de inadimplência e com alta exposição ao e-commerce, destaque para o Mercado Livre, Magazine Luiza e B2W, além de outros grandes players globais como Whirlpool e Carrefour.

    RBR High Grade

    Ticker: RBRR11

    Comentário: Guide

    A escolha da RBRR foi feita sobretudo pelo portfólio de ativos high grade (alto grau de investimento) e excelente histórico e expertise da gestão no segmento de crédito. Além de que, a carteira de ativos conta com garantias dominantes, bem localizadas e de alta liquidez.

    O portfólio da RBRR é composto por 41 CRIs, com vasta diversificação de setores, sendo varejo, residencial e imobiliário os maiores. Indexação dos CRIs é mais concentrada em IPCA (43%), seguido de CDI (31%) e IGP-M (19%).

    A carteira tem um LTV (life time value, ou valor que um cliente retorna ao longo do tempo) médio de 64%, sendo todos os ativos classificados com rating A e 69% das garantias concentradas em São Paulo (50% em regiões de alto padrão da cidade, como Faria Lima, Jardins e Pinheiros).

    CSHG Renda Urbana

    Ticker: HGRU11

    Comentário: Órama

    O HGRU passou por uma mudança de estratégia, focando na pulverização de sua carteira em outros locatários e outros segmentos de atuação. O fundo expandiu seu portfólio para segmento de varejo.

    Em 2019, adquiriu dez imóveis do grupo BIG (ex Walmart), e três novas faculdades, e após sua última captação também realizou a aquisição de lojas da varejista Casas Pernambucanas. Além disso, em dezembro de 2021, concluiu a compra de 11 imóveis localizados em diferentes regiões do Brasil e locado por 3 redes varejistas.

    Um ponto importante sobre o fundo é que o time de gestão busca adotar uma política de baixa variação nos dividendos, de forma a trazer maior previsibilidade para os cotistas. Por isso, sempre nos meses de fechamento de semestre (junho e dezembro), caso haja algum resultado não recorrente durante os meses anteriores, a distribuição pode eventualmente ser acima da média.

    Capitania Securities II

    Ticker: CTPS11

    Comentário: BTG Pactual

    O CPTS11 é um fundo que busca adquirir papéis majoritariamente high grade, podendo investir também em cotas de outros fundos imobiliários. Sendo assim, nossa recomendação para o CPTS11 está pautada nos pilares: carteira de crédito pulverizada; excelente gestão; garantias robustas; devedores com bom risco de crédito; e possibilidade de ganhos adicionais por sua exposição a FIIs.

    Em termos da carteira de CRIs, o fundo possui cerca de 35 papéis, pulverizados em diferentes devedores e segmentos, com exposição a papéis de qualidade e com garantias bem amarradas em ativos performados, com perfil de crédito high grade e maior diversificação de segmentos. Além disso, a parte majoritária da carteira de CRIs do fundo é formada por operações exclusivas da Capitânia, o que possibilita a negociação de taxas e garantias com seus devedores.

    A carteira do fundo está distribuída entre CRIs indexados à inflação (63%), CRIs indexados ao CDI (0,7%), e cotas de outros fundos imobiliários (35%).

    CSHG Real Estate

    Ticker: HGRE11

    Comentário: Terra Investimentos

    O HGREll é um fundo imobiliário do tipo tijolo. Seus investimentos são destinados majoritariamente às propriedades do segmento de lajes corporativas, ditos também como escritórios comerciais. Fundos de tijolo como o HGREll possuem essa característica pelo motivo de obterem imóveis físicos, podendo o fundo rentabilizar por meio da compra ou construção, para gerar alugueis ou também ganhar com a venda dos imóveis.

    A política de distribuição de rendimentos do HGREll deve distribuir a seus cotistas, no mínimo, 95% dos resultados apurados. Os rendimentos auferidos no semestre poderão ser distribuídos mensalmente, sempre no 10° dia útil do mês subsequente ao do recebimento dos recursos.

     

    Mais Recentes da CNN