Gasolina comum tem leve recuo no preço médio; diesel segue em alta, diz ANP

Gás de cozinha também encarece e etanol fica mais caro pela terceira semana seguida

Com a alta do preço da gasolina, especialistas explicam que o etanol recebe uma demanda maior, o que encarece o produto
Com a alta do preço da gasolina, especialistas explicam que o etanol recebe uma demanda maior, o que encarece o produto Getty Images

Elis Barretoda CNN

no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

O preço médio da gasolina no Brasil recuou um centavo nesta semana, segundo boletim de preços da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), divulgado nesta sexta-feira (1). Nesta semana, o preço do litro do combustível foi verificado em R$ 7,20, antes os R$ 7,21 da última semana.

O diesel, combustível utilizado em veículo de grande porte, como ônibus e caminhão, foi reajustado pela Petrobras no mês de março e teve alta de R$ 0,03 no preço médio do litro.

Na semana corrente, ele chegou a R$ 6,59, quando na semana passada, o valor registrado foi de R$ 6,56. O gás de cozinha, que também sofreu reajuste da Petrobras, continua em alta, com uma variação de R$ 0,39.

O valor médio do botijão de 13 kg custa R$ 113,63, enquanto na última semana, o preço era de R$ 113,24.O etanol, que é derivado da cana-de-açúcar, apresentou aumento pela terceira semana consecutiva.

Com a alta do preço da gasolina, especialistas explicam que o etanol recebe uma demanda maior, o que encarece o produto. Nesta semana, o preço médio do litro do etanol foi verificado em R$ 4,99, aumento de R$ 0,04 centavos frente aos R$ R$ 4,95 da semana passada.

Uma outra alternativa para abastecer, o Gás Natural Veicular (GNV), caiu dois centavos no preço médio. Segundo a ANP, o preço do metro cúbico ficou em R$ 4,73.

Mais Recentes da CNN