Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Governo faz novo corte em imposto de importação e mira setor petroquímico

    No total, cinco insumos industriais terão o imposto reduzido. As alíquotas ficarão entre 3,3% e 4,4% e valerão por um ano

    Trabalhadores passam em frente a um tanque em uma usina da empresa petroquímica Braskem
    Trabalhadores passam em frente a um tanque em uma usina da empresa petroquímica Braskem Foto: REUTERS/Amanda Perobelli (30/01/2020)

    Renata Agostini

    Ouvir notícia

    O governo aprovou uma nova rodada de corte no imposto de importação. Desta vez, o Ministério da Economia mirou o setor petroquímico, com redução em matérias-primas para indústria de embalagens e construção.

    No total, cinco insumos industriais terão o imposto reduzido. As alíquotas ficarão entre 3,3% e 4,4% e valerão por um ano. Antes, as taxas variavam entre 9,6% e 11,2%.

    As novas tarifas foram incluídas na Lista de Exceções à Tarifa Externa Comum do Mercosul (Letec). O corte foi aprovado pelo Comitê-Executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior (Gecex) nesta quarta-feira, 3.

    O anúncio ocorre poucas semanas após decisão da equipe de Paulo Guedes de reduzir o imposto de importação sobre treze produtos, entre eles remédios e equipamentos médicos, lentes de contato e lúpulo para cervejarias. Em maio, o governo já havia feito uma rodada de cortes, reduzindo em 10% a alíquota do imposto de importação que incide sobre diversos produtos.

    As medidas estão em linha com a diretriz da equipe econômica de ir baixando as barreiras para a entrada de produtos importados. Ajuda ainda no controle da inflação, já que permite a chegada de mercadorias mais baratas no país.

    Mais Recentes da CNN