Inter começa a negociar ações na Nasdaq, bolsa americana de tecnologia

Acionistas podem investir diretamente na Nasdaq ou usar o aplicativo do bando para converter os BDRs (Brazilian Depositary Receipts)

CNN Brasil Business

São Paulo

Ouvir notícia

O Inter começou nesta quinta-feira (23) a negociar ações na Nasdaq, bolsa de tecnologia de Nova York, nos Estados Unidos.

Com isso, os ativos BIDI3, BIDI4 e BIDI11, que vinham sendo negociados na B3 desde o IPO da instituição, em 2018, serão migrados para a Inter&Co na bolsa americana, com o código INTR. No momento da estreia, a Times Square ficou laranja ao transmitir imagens do logo do Inter.

“É um sonho se tornando realidade. Estamos entrando na bolsa americana, e queremos abrir as portas para imigrantes, para americanos, para que todos tenham e tirem o melhor proveito dos nossos serviços, e claro, toda nossa tecnologia”, disse João Vitor Menin, CEO do Inter, em cerimônia de lançamento.

Cerimônia de lançamento das ações do Inter na Nasdaq
Cerimônia de lançamento das ações do Inter na Nasdaq / Vanja Savic / Divulgação

Acionistas podem investir diretamente na Nasdaq ou usar o aplicativo do Inter para converter os BDRs (Brazilian Depositary Receipts).

A Nasdaq é especializada em empresas do setor de tecnologia e, com a migração, o Inter espera diversificar a base de investidores, serviços, produtos e clientes.

A instituição também quer expandir os negócios no mercado internacional e replicar o modelo de super aplicativo com baking, investimentos nacionais, internacionais, remessas internacionais, seguros e marketplace globalmente.

Hoje com mais de 20 milhões de clientes, o Inter atua no mercado desde a década de 1990, mas lançou a primeira conta 100% digital em 2015.

Fundador e presidente do conselho da MRV Engenharia, o empresário Rubens Menin também é controlador do Inter, da Log Commercial Properties e da CNN Brasil.

*Publicado por Ligia Tuon

Mais Recentes da CNN