‘Já estamos com o cronograma bem apertado’, diz João Roma sobre Auxílio Brasil

Ministro da Cidadania afirmou que é uma "operação gigantesca" fazer chegar o benefício aos mais de 17 milhões de brasileiros que devem recebê-lo

Da CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

O ministro da Cidadania, João Roma, afirmou a jornalistas nesta quarta-feira (27) que o cronograma para viabilizar o Auxílio Brasil, programa social que deve substituir o Bolsa Família, está “apertado”. O chefe da pasta admitiu preocupação.

“Já estamos com o cronograma bem apertado”, disse o ministro.

“Eu já começo a me preocupar na operacionalização desse pagamento, que envolve um bastidor muito grande. É uma operação gigantesca para fazer chegar esse recurso a mais de 17 milhões de brasileiros necessitados.”

A Comissão Especial da Câmara dos Deputados que analisa a PEC dos Precatórios, que pode abrir espaço fiscal para o financiamento do Auxílio Brasil, aprovou em 21 de outubro o relatório do deputado Hugo Motta (Repúblicanos-PB). A medida foi encaminhada ao plenário da Câmara e pode ser votada nesta quarta-feira (27).

“Todos estão sofrendo nesse enfrentamento à pandemia, mas existem brasileiras e brasileiros que sofrem muito mais”, disse Roma sobre o programa. A ideia do governo é que o benefício seja de no mínimo R$ 400.

Mais Recentes da CNN