Após leilão do 5G, país ganha seis novas operadoras de telefonia móvel

Faixas que vão oferecer o serviço no Brasil foram compradas por 11 operadoras, sendo 6 dessas para novos operadores de serviço móvel no país

Isac Nóbrega/PR

Anna Russida CNN

Brasília

Ouvir notícia

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) encerrou nesta sexta-feira (5) o leilão do 5G, que, no total, registrou 43 lotes arrematados.

As faixas que vão oferecer o serviço no Brasil foram compradas por 11 operadoras, sendo 6 dessas para novos operadores de serviço móvel no país.

Os vencedores de cada faixa de radiofrequência ficará responsável por uma contrapartida exigida pelo edital.

Os lotes da faixa de 26 GHz, arrematados nesta sexta-feira, por exemplo, exigem que as empresas levem internet de qualidade às escolas públicas de ensino básico do país.

Os operadores dessa faixa são: Claro S.A, Telefônica Brasil S.A./Vivo, Tim SA, Algar Telecom S.A. e Fly Link LTDA.

Já os compradores dos blocos na faixa de 3,5 GHz serão responsáveis por levar o 5G em municípios, por construir um Backhaul de fibra óptica em municípios e por arcar com os custos da migração dos sistemas TVRO na banda C satelital para a banda Ku.

Confira as empresas que levaram os lotes:

  • Claro S.Aa
  • Telefônica Brasil S.A./Vivo
  • Tim S.A.
  • Algar Telecom S.A.
  • Sercomtel Telecomunicações S.A.

Novos operadores:

  • Fly Link LTDA
  • Neko Serviços de Comunicações, Entretenimento e Educação LTDA
  • Brisanet Serviços de Telecomunicações S.A.
  • Cloud2U Indústria e Comércio de Equipamentos Eletrônicos LTDA
  • Winity II Telecom LTDA
  • Consórcio 5G Sul

Mais Recentes da CNN