Listar prioridades de gastos é saída para planejar contas de janeiro, diz economista

Início de ano costuma ser marcado por uma série de impostos, como IPTU e IPVA, além da rematrícula em escolas e universidades, entre outras despesas

Léo LopesElis Francoda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

O mês de janeiro é marcado por uma lista tradicional de pagamentos para os quais os brasileiros precisam organizar suas finanças. O Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), Imposto sobre Propriedades de Veículos Automotores (IPVA), material escolar, mensalidade e rematrícula de escolas e universidades são algumas das preocupações que costumam marcar o início do ano.

Em entrevista à CNN nesta sexta (7), a economista e professora do Insper, Juliana Inhasz, ressalta que, para além dos gastos já esperados, o ano de 2022 deve ficar mais pesado para o bolso dos brasileiros por conta da inflação acumulada, do aumento do IPVA e, em muitos locais, do IPTU.

Por isso, a especialista recomenda àqueles que não se planejaram e guardaram dinheiro no final do ano passado que façam uma lista de prioridades de gastos.

“Primeiramente é fundamental saber o quanto eu ganho e o quanto eu gasto. A partir do momento em que eu sei onde estou gastando, eu faço uma lista de prioridades indicando o que é fundamental, e o que pode estar fora”, disse.

A professora explica que, para além dos gastos de subsistência básicos como alimentação e remédios, certas contas precisam ficar no topo da lista.

“Eu não posso deixar de pagar contas de consumo como água, luz e aluguel. Essas despesas no geral estão no topo da lista”, comentou.

Juliana Inhasz, economista e professora do Insper. / CNN / Reprodução

“Fora essas, aquelas que não são prioritárias acabam sendo sacrificadas nesse momento para colocar as contas em ordem e atravessar os primeiros meses do ano sem fazer um endividamento muito grande”, completou Juliana Inhasz.

Para a economista, a formação de dívidas nesse momento do início do ano pode ter consequências por todo 2022 e “sacrificar” o consumo da pessoa.

Mais Recentes da CNN