McDonald’s do Japão limita vendas de batatas fritas por escassez do produto

De 24 a 30 de dezembro, apenas porções pequenas estarão disponíveis para clientes em todo o país

Restaurante do McDonald's
Restaurante do McDonald's Foto: Divulgação

Akanksha SharmaMayumi MaruyamaSana Noor Haqda CNN

Ouvir notícia

O McDonald’s do Japão está limitando temporariamente a venda de batatas fritas devido aos atrasos nos embarques de batatas para o país, disse a empresa em um comunicado à imprensa, na última terça-feira (22).

Os problemas de abastecimento foram causados ​​por enchentes no Canadá, um importante ponto de trânsito para embarques, bem como o impacto da pandemia de coronavírus na distribuição global, disse o relatório.

De 24 a 30 de dezembro, apenas porções pequenas de batatas fritas estarão disponíveis para clientes em todo o país asiático. As porções médias e grandes não serão vendidas durante este período, disse o comunicado da companhia.

O CEO do McDonald’s no Japão, Tamotsu Hiiro, declarou que a empresa importa batatas em grande escala da América do Norte por meio de um porto perto de Vancouver, no Canadá. Atrasos na importação ocorreram por conta de “inundações” e interrupção relacionada ao coronavírus na rede de distribuição global, disse ele.

“Pedimos desculpas a todos por esse inconveniente”, acrescentou o McDonald’s do Japão.

Ele disse que, apesar da interrupção do fornecimento, está buscando de forma proativa “medidas alternativas”, para continuar a servir as porções menores durante o período.

Os clientes reagiram às notícias no Twitter: “Um fim verdadeiramente desastroso para 2021” e “Escassez de batata – uma história de terror de 2 palavras”.

A empresa não quantificou o impacto financeiro da suspensão temporária.

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Mais Recentes da CNN