Mercado eleva previsão para IPCA de 2022 a 8,89% e de PIB a 1,20%, mostra Focus

Para 2023, o mercado espera alta de 0,76% no PIB ante 1% do último levantamento

Ligia Tuondo CNN Brasil Business

Ouvir notícia

A mediana das expectativas do mercado para a inflação oficial (IPCA) neste ano subiu para 8,89%. O último dado, divulgado em 2 de maio, apontava para 7,89%. Para 2023, a previsão é de 4,39% ante 4,1% na pesquisa anterior.

Para o PIB (Produto Interno Bruto) do ano, a expectativa subiu de alta de 0,7% para crescimento de 1,20%. Para 2023, o mercado espera alta de 0,76% ante 1% do último levantamento.

Em relação à taxa básica da economia, a expectativa dos economistas apontam para Selic de 13,25% no final de 2022, mesmo patamar divulgado no último levantamento. Para 2023, é esperado que a taxa chegue em dezembro a 9,75%.

A Selic é a principal ferramenta do Banco Central para controlar a inflação.

Já a previsão do dólar é calculada a R$ 5,05 tanto em 2022 quanto em 2023.

A melhora nas previsões sobre o PIB tem ligação com o dado divulgado na semana passada pelo IBGE, que indicou crescimento de 1% na economia, no primeiro trimestre do ano, levando a uma melhora nas previsões. Para o ano que vem, por outro lado, a piora no indicador reflete a Selic mais alta, o que funciona como um freio na atividade.

Os números são da atualização parcial do Boletim Focus do Banco Central (BC), divulgada nesta segunda-feira (6). O levantamento reúne a estimativa de mais de 100 instituições do mercado financeiro para os principais indicadores econômicos.

Divulgado normalmente toda semana, a pesquisa ficou um mês sem ser divulgada, como reflexo da greve dos servidores da instituição.

 

Mais Recentes da CNN