Dólar fecha no maior valor desde novembro; bolsa cai e volta aos 110 mil pontos

O real tem o pior desempenho entre 33 pares do dólar no acumulado de 2021

Thâmara Kaoru, do CNN Brasil Business, em São Paulo*

Ouvir notícia

O Ibovespa teve um dia de queda forte nesta sexta-feira (26), em meio a uma bateria de resultados corporativos, a preocupações com o movimento dos títulos do Tesouro dos Estados Unidos e aos receios fiscais e políticos no Brasil. 

O principal índice acionário da bolsa brasileira encerrou o dia em queda de 1,98%, a 110.035,17 pontos. É a menor pontuação desde 24 de novembro, quando a pontuação de fechamento foi de 109.786. Na semana, a queda acumulada foi de 7%. 

As ações da Minerva subiram 3,94%, a maior alta do Ibovespa no dia, com investidores de olho na proposta de pagamento complementar de dividendos, embora o lucro líquido no quarto trimestre tenha recuado 53,2% no comparativo anual. Já a BRF liderou as perdas, com queda de 6,35%, mesmo após lucro de R$ 902 milhões no quarto trimestre, acima do esperado no mercado. 

O dólar fechou em alta de 1,67%, vendido a R$ 5,6017, maior valor desde novembro. Ao longo do pregão, o Banco Central fez uma intervenção dupla no mercado de câmbio, vendendo, no total, US$ 1,545 bilhão. 

Notas de dóalr
Notas de dólar
Foto: Giorgio Trovato/Unsplash

Receios sobre fuga de capital com a disparada de juros soberanos fizeram com que a sessão desta sexta-feira fosse negativa para as moedas emergentes.

Na semana, o dólar avançou 4,03% — maior alta desde os 4,34% da semana encerrada em 8 de janeiro. No mês, a moeda americana avançou 2,25%, elevando os ganhos no ano para 7,90%. O real tem o pior desempenho entre 33 pares do dólar no acumulado de 2021.

Taxa de desemprego

No Brasil, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou os dados da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) Contínua. De outubro a dezembro de 2020, a taxa de desocupação alcançou 13,9%, percentual menor do que os 14,6% do trimestre imediatamente anterior. No entanto, aumentou 3 pontos percentuais na comparação com o trimestre de outubro a dezembro de 2019 (de 11%).

Já a taxa média anual aumentou de 11,9%, em 2019, para 13,5%, em 2020, a maior da série iniciada em 2012. 

Os investidores também acompanham a resistência a medidas de ajuste fiscal e à desvinculação de receitas da saúde e da educação. A leitura do parecer da PEC Emergencial foi adiada para a próxima terça-feira, corroborando um cenário de dificuldades que o texto da PEC deve enfrentar.

*Com Reuters

Mais Recentes da CNN