Mercedes revela novo sedã elétrico de 677 cavalos de potência; veja fotos

Com lançamento em 2023, modelo de alto luxo terá dois motores elétricos, sons dramáticos produzidos por alto-falantes dentro e fora do carro e faróis que projetam padrões animados

Modelo Mercedes-AMG EQE 53 de alto luxo e alta potência, com lançamento previsto para 2023
Modelo Mercedes-AMG EQE 53 de alto luxo e alta potência, com lançamento previsto para 2023 Mercedes-Benz/Divulgação

Peter Valdes-Dapenado CNN Business*

Ouvir notícia

A divisão de desempenho AMG da Mercedes é mais famosa por fabricar motores a gasolina feitos à mão – mas os tempos estão mudando e os motores elétricos são a novidade.

A Mercedes acaba de lançar seu mais recente modelo AMG, o Mercedes-AMG EQE, um sedã de médio porte de alto desempenho totalmente elétrico.

Com dois motores elétricos de alta potência projetados especificamente para a AMG – um motor para as rodas dianteiras e outro para as rodas traseiras – o Mercedes-AMG poderá produzir até 677 cavalos de potência quando devidamente equipado.

Este modelo de desempenho é baseado no sedã elétrico Mercedes EQE que foi revelado no outono. Como outros modelos Mercedes EQ, não é uma versão modificada de um dos carros movidos a gasolina da Mercedes, mas é construído a partir de uma plataforma de engenharia elétrica específica.

Como não há necessidade de manter um motor a gasolina sob o capô, o EQE tem um capô mais curto do que um Classe E movido a gasolina e uma forma geral mais arredondada.

Como este modelo elétrico AMG não terá o ruído do motor da marca, sons dramáticos serão produzidos por alto-falantes dentro e fora do carro. Os sons internos variam dependendo do modo em que o carro está e da maneira como ele está sendo conduzido, variando de um zumbido silencioso a um estrondo agressivo coberto com sons de jato.

Haverá também um “som de evento” especial que toca quando o carro é travado. À noite, os faróis projetam padrões animados à medida que o carro é aberto e fechado.

Com motores elétricos gerando grandes quantidades de energia com relativa facilidade em comparação com motores a gasolina e o alto preço das baterias, o mercado de carros elétricos de desempenho já está aquecido.

Painel do Mercedes-Benz EQE / Mercedes-Benz/Divulgação

Com o Tesla Model S Plaid disparando para velocidades de rodovia em dois segundos, sob condições ideais, e as montadoras oferecendo carros rápidos de emissão zero, como o Porsche Taycan Turbo e o Audi RS e-Tron GT, o Mercedes estreia como o mais recente carro de luxo de alta potência movido a bateria.

O modelo se junta ao ainda mais potente Mercedes-AMG EQS, um carro maior capaz de produzir até 751 cavalos de potência em um curto período.

Quando equipado com um pacote opcional Dynamic Plus, os motores do AMG EQE podem produzir brevemente até 677 cavalos de potência em um modo de aceleração Race Start que leva o carro de zero a 97 km/h em cerca de 3,2 segundos.

Caso contrário, a potência máxima dos motores é de 617 cavalos ao dirigir no modo Sport+. (Essa também é a potência máxima em versões não equipadas com o pacote Dynamic Plus.)

Isso é mais que o dobro da potência do carro elétrico Mercedes EQE 350 mais convencional.

Os carros movidos a gasolina da Mercedes-AMG também têm tração nas quatro rodas, mas o sistema com dois motores do EQE permite um controle mais preciso da potência que vai para as rodas dianteiras ou traseiras, de acordo com a Mercedes.

Traseira do carro elétrico Mercedes-Benz EQE / Mercedes-Benz/Divulgação

A distribuição de potência será mais uniforme no modo Comfort para maior eficiência, mas, nos modos Sport, mais potência será enviada para as rodas traseiras.

A direção nas quatro rodas será padrão no AMG EQE. Com este sistema, as rodas traseiras do carro giram na direção oposta das rodas dianteiras em baixas velocidades, permitindo curvas mais fechadas. Em velocidades acima de 37 milhas por hora, todas as quatro rodas giram na mesma direção para mudanças de pista mais suaves.

A suspensão ajustável automaticamente permitirá um passeio mais suave ou um controle mais firme, dependendo do modo de condução e da situação. O carro também será mais baixo no solo nos modos Sport ou ao dirigir em velocidades muito altas.

Ele estará disponível com o chamado “Hyperscreen” da Mercedes, que cobre todo o painel em uma folha de vidro que faz com que toda a área, de um lado ao outro, pareça uma tela sensível ao toque gigante. Na verdade, porém, existem três telas separadas embaixo.

O Mercedes-AMG EQE estará à venda no início do próximo ano, disse a montadora. O preço do carro ainda não foi divulgado.

Veja os carros elétricos mais vendidos em 2022

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Mais Recentes da CNN