Ministro das Comunicações garante 5G em capitais a partir de julho de 2022

Fábio Faria disse que mesmo com atrasos do leilão, país terá internet 5G ainda na metade do ano que vem

O ministro das Comunicações, Fábio Faria
O ministro das Comunicações, Fábio Faria Foto: Alan Santos/PR (17.jun.2020)

Pedro Teixeira, da CNN, em Brasília

Ouvir notícia

Em entrevista coletiva no Palácio do Planalto, o Ministro das Comunicações, Fábio Faria, disse que mesmo com os atrasos do leilão, o país terá internet 5G ainda na metade do ano que vem.

A confirmação aconteceu no evento em que Faria anunciou uma comitiva liderada por ele, que irá viajar no próximo dia 6 de junho para os Estados Unidos para tratar da implementação da tecnologia 5G, a quinta geração de comunicação móvel no Brasil.

A missão oficial aos EUA visita as cidades de Washington e Nova Iorque e tem como objetivo conhecer as redes privativas de 5G e promover o diálogo com potenciais investidores em telecomunicações.

“A próxima década será do 5G, e com isso vamos precisar de muito investimento, e nossa viagem tem como objetivo dialogar com investidores para o país”, afirmou o ministro.

Fábio Faria confirmou que a previsão para que o leilão das faixas de radiofrequência destinadas à conexão da tecnologia aconteça no segundo semestre.

Além de Faria, integram a comitiva os senadores Flavio Bolsonaro e Ciro Nogueira; o secretário de Assuntos Estratégicos do Planalto, Flávio Rocha; Alexandre Ramagem, diretor da Abin; Hélio Santana, diretor de tecnologia da presidência da República; ministros do Tribunal de Contas da União (TCU), Raimundo Carreiro, Bruno Dantas e Walton Alencar, além de um representante do Ministério da Defesa especialista em cyber segurança e representantes do Ministério das Relações Exteriores e do Ministério das Comunicações.

Mais Recentes da CNN