Musk diz que Tesla vai testar dogecoin como pagamento de alguns produtos

CEO da empresa frequentemente apoia a criptomoeda e afirma que é o melhor meio para transações.

Dogecoin subiu para 0,20 centavos de dólar após o comentário
Dogecoin subiu para 0,20 centavos de dólar após o comentário Foto: Yuriko Nakao/Getty Images

Por Nivedita Balu e Medha Singh, da Reuters

Ouvir notícia

O presidente-executivo da Tesla, Elon Musk, disse nesta terça-feira (14) que a montadora aceitará dogecoin como pagamento em uma fase de testes, impulsionando a criptomoeda para uma valorização de 24%.

“A Tesla terá alguns produtos que poderão ser comprados com Doge e veremos no que isso vai dar”, disse Musk em sua conta no Twitter.

O dogecoin subiu para 0,20 centavos de dólar após o comentário. Às 10h16, a moeda tinha valorização de 28,8%.

As publicações de Musk sobre a criptomoeda, incluindo aquela em que ele a chamou de “criptomoeda do povo”, ajudaram a moeda a acumular valorização de 5.859% no ano passado, de acordo com dados da empresa Coinbase.

Musk não especificou quais mercadorias, que custam a partir de 50 dólares e chegam aos 1.900 dólares, poderiam ser compradas com dogecoin.

A Tesla vende roupas, fivelas de cintos “Giga Texas” e miniaturas de seus veículos, bem como itens peculiares de edição limitada, como o apito “Cyberwhistle” modelado no formato da picape Cybertruck.

Recentemente, a companhia lançou o quadriciclo elétrico “Cyberquad” para crianças, também inspirado da picape.

Musk, um defensor de criptomoedas, frequentemente apoia o dogecoin e afirma que é o melhor meio para transações.

Mais recentemente, em uma entrevista à revista Time que o apontou como “Pessoa do Ano” em 2021, ele afirmou que “o bitcoin não é um bom substituto para a moeda transacional”, disse ele.

A Tesla parou de aceitar bitcoin na venda de seus carros, menos de dois meses depois que a empresa começou a aceitar a moeda digital.

 

Mais Recentes da CNN