Região Norte tem o gás de cozinha mais caro do Brasil

Para comparar, no começo de 2021, em janeiro, o preço médio para a região estava em R$ 85,81 e a média no país era de R$ 76,86

Flávia Martinsda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

A região norte do país tem o preço médio mais alto para o gás de cozinha, o GLP, de acordo com informações da ANP, a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Combustíveis.

Em setembro, a média do preço do botijão na região ficou em R$ 105,25, a média mensal mais alta de todo o ano até agora. Enquanto isso, a média mensal no país é de R$ 97,52. Durante todo o ano de 2021, a região Norte liderou o ranking de preços, sempre apresentando o valor mais alto.

 

energia. Se levados em conta os desvios, agora em setembro, o preço máximo de um botijão pode chegar a R$ 135 no Centro-Oeste e R$ 130 no Norte.

Se observados os resultados de setembro de 2021, por estado, Mato Grosso é o estado com o botijão mais alto: R$ 118, e Rio de Janeiro o mais baixo, com R$ 88. O Amazonas, por exemplo vende o botijão, em média, por R$100,13.

O estado de São Paulo, por sua vez, vende o botijão a R$ 97,17 reais, podendo chegar a R$ 125,90.

Evolução dos preços na região Norte, a que tem o preço do botijão mais elevado do país

  • Janeiro – R$ 85,81
  • Fevereiro – R$ 90,29
  • Março – R$ 93,01
  • Abril – R$ 94,53
  • Maio – R$ 95,09
  • Junho – R$ 96,69
  • Julho – R$ 101
  • Agosto – R$ 103,76
  • Setembro – R$ 105,25

Mais Recentes da CNN