Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    OCDE percebeu dificuldade do Brasil para avançar contra desmatamento, diz professor

    Início das negociações sobre a adesão do país à entidade foi aprovado na última terça-feira (25)

    Douglas Portoda CNN*

    em São Paulo

    Ouvir notícia

    O professor de Relações Internacionais da ESPM Leonardo Trevisan, afirmou, neste sábado (29), em entrevista à CNN, que a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) percebeu que o Brasil não consegue avançar no combate ao desmatamento.

    “Na questão do desmatamento, já fica muito claro que a OCDE percebeu com visão clara que o Brasil tem dificuldades para avançar nisso. E quer um compromisso”, dizTrevisan.

    “A questão central é que, nós temos condições de fazer um compromisso e cumpri-lo na questão do desmatamento? Estamos muito atrasados nessa questão. Talvez aí seja o nosso primeiro obstáculo, sem esquecer reforma tributária e reforma cambial”, continua.

    Na última terça-feira (25), o conselho de ministros da OCDE aprovou o início das negociações sobre a adesão do país à entidade. Para ser aceito, é necessário estar alinhado a uma série de princípios que regem os países membros.

    Entre eles, estão “a preservação da liberdade individual, os valores da democracia, a proteção dos direitos humanos e o valor das economias de mercado abertas, comerciais, competitivas, sustentáveis e transparentes”.

    A promoção do crescimento econômico sustentável, o comprometimento com o combate às mudanças climáticas, ao desmatamento e à perda da biodiversidade são outros pilares importantes.

    A avaliação dos requisitos passa por mais de 20 comitês técnicos e não tem prazo definido. Podem ser realizados eventuais apoios para adaptações necessárias antes do ingresso oficial do país na organização.

    O presidente Jair Bolsonaro (PL), ao agradecer o convite, afirmou que o país apoia o crescimento sustentável e possui práticas relacionadas à preservação da área ambiental.

    “Não resta dúvida de que o Brasil compartilha o objetivo da OCDE de apoiar o crescimento econômico sustentável, acabar com a pobreza e não deixar ninguém para trás, bem como proteger nosso meio ambiente e melhorar a vida e as perspectivas de todos, dentro e fora da OCDE, conforme descrito na Convenção da OCDE”, afirmou Bolsonaro.

    (*Com informações de Juliana Elias e Fabrício Julião, da CNN)

    Mais Recentes da CNN