Oferta de capitalização da Eletrobras deve sair em março, diz BNDES

É esperado um acórdão do TCU sobre a privatização da estatal já no primeiro trimestre do ano, segundo o BNDES

Logo da Eletrobras na Bolsa de Valores de Nova York
Logo da Eletrobras na Bolsa de Valores de Nova York 09/04/2019 REUTERS/Brendan McDermid

Fabrício Julião*do CNN Brasil Business

em São Paulo

Ouvir notícia

O lançamento da oferta de capitalização da Eletrobras deve acontecer em meados de março, com a precificação da operação prevista para abril, disse um representante do BNDES, durante audiência pública nesta quarta-feira (5).

“Temos a expectativa de ter, em março, um acórdão do TCU (Tribunal de Contas da União) sobre a desestatização, lembrando que antes disso tem um outro acórdão do TCU, para janeiro, sobre a descotização (das usinas da Eletrobras)”, disse Leonardo Mandelblatt, chefe do departamento de Estruturação de Empresas e Desinvestimento da instituição.

O primeiro projeto do cronograma para 2022, segundo Mandelblatt, será a realização de uma assembleia extraordinária de acionistas para discutir a privatização da Eletrobras, que deverá ocorrer em 22 de fevereiro.

A audiência pública que acontece nesta quarta-feira visa prestar informações ao público sobre o processo de capitalização da estatal, além de colher sugestões e contribuições ao projeto, segundo o governo federal.

A sessão teve início às 10h, e tem previsão de encerramento às 18h, após considerações finais da mesa diretora.

Participam da audiência o presidente da Eletrobras, Rodrigo Limp, o secretário especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados do Ministério da Economia, Diogo Mac Cord, a secretária do PPI, Marta Sellier, o diretor de Programa do Ministério de Minas e Energia, Anderson Oliveira, além do chefe do departamento de Estruturação de Empresas e Desinvestimento do BNDES, Leonardo Mandelblatt

*Com Reuters

Mais Recentes da CNN