Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Operadora do gasoduto Nord Stream 2 rompe contratos com funcionários após sanções

    De acordo com comunicado da empresa, decisão foi tomada por conta das sanções econômicas impostas pelos Estados Unidos na semana passada

    Placa sinaliza localização de unidade do gasoduto Nord Stream 2 em Lubmin, na Alemanha
    Placa sinaliza localização de unidade do gasoduto Nord Stream 2 em Lubmin, na Alemanha 10/09/2022 REUTERS/Hannibal Hanschke

    Da CNN

    Ouvir notícia

    A empresa operadora do projeto do gasoduto Nord Stream 2 – que é liderado pela Rússia – disse, nesta terça-feira (1º), que teve que rescindir contratos com funcionários por causa das sanções dos Estados Unidos.

    “Após os recentes desenvolvimentos geopolíticos que levaram à imposição de sanções dos EUA à Nord Stream 2 AG, a empresa teve que rescindir contratos com funcionários. Lamentamos muito esse desenvolvimento”, afirmou em comunicado por e-mail.

    Os Estados Unidos impuseram sanções ao Nord Stream 2 AG na semana passada, depois que a Rússia reconheceu duas regiões separatistas no leste da Ucrânia antes de sua invasão do país.

    O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou formalmente em um comunicado as sanções à Nord Stream 2 AG, uma empresa suíça registrada cuja controladora é a gigante russa do ramo de gás Gazprom, e seus diretores corporativos.

    “Esses passos são outra parte de nossa parcela inicial de sanções em resposta às ações da Rússia na Ucrânia. Como deixei claro, não hesitaremos em tomar outras medidas se a Rússia continuar a escalar”, escreveu o presidente em comunicado.

    Biden também aplaudiu a decisão da Alemanha, no dia 22, de interromper a certificação do gasoduto, escrevendo: “Através de suas ações, o presidente Putin forneceu ao mundo um incentivo esmagador para se afastar do gás russo e de outras formas de energia. Quero agradecer ao chanceler Scholz por sua estreita parceria e dedicação contínua em responsabilizar a Rússia por suas ações”.

    No dia 22 de fevereiro, o chanceler alemão, Olaf Scholz, afirmou que a Alemanha iria suspender a certificação do gasoduto Nord Stream 2 como resposta à decisão da Rússia de reconhecer independência de regiões separatistas no leste da Ucrânia.

    A Rússia é responsável por 1/3 do gás consumido na Europa. A Alemanha está no centro das pressões por conta do gasoduto Nord Stream 2, de 1.200 quilômetros, que foi concluído em setembro, num megaprojeto de US$ 11 bilhões.

    “Devemos reavaliar a situação, em particular em relação ao Nord Stream 2”, disse Scholz em entrevista coletiva com seu colega irlandês (Micheál Martin), acrescentando que o Ministério da Economia local analisará novamente o processo de certificação devido às ações da Rússia.

    A guerra nesta terça (1º)

    Pelo menos seis pessoas ficaram feridas, incluindo uma criança, em uma explosão na segunda maior cidade da Ucrânia, Kharkiv, disse o Serviço de Emergência do Estado da Ucrânia em um post do Telegram nesta terça-feira (1°).

    A explosão atingiu um prédio do governo, de acordo com vídeos do incidente postados pelo Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia (MOFA) e funcionários do governo. Os clipes foram publicados também na terça-feira, no horário local, e foram verificados pela CNN.

    O ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kubela, disse que “ataques com mísseis russos” causaram a explosão. Ele reforçou, então, o pedido para que outros países “isolem a Rússia totalmente”.

    A busca por possíveis vítimas continua em andamento, ainda segundo o governo.

    Na segunda-feira (28), pelo menos nove civis foram mortos por ataques com foguetes russos em Kharkiv, disse o prefeito Ihor Terekhov. Segundo ele, três crianças morreram.

    “Os mísseis atingiram prédios residenciais, matando e ferindo civis pacíficos. Kharkiv não vê tantos danos há muito tempo. E isso é horrível”, disse ele. Terekhov disse que quatro pessoas saíram do abrigo para pegar água e foram mortas.

    Uma família de dois adultos e três crianças foi queimada viva em seu carro, disse ele. Outras 37 pessoas ficaram feridas. A administração da cidade de Kharkiv deu os mesmos números.

    * Com informações da Reuters

    Mais Recentes da CNN