Piauí, Rio Grande do Norte e Rio de Janeiro têm gasolina mais cara do Brasil

Média do preço do combustível nesses estados já beira os R$ 8, segundo boletim da ANP

Posto de gasolina no Rio de Janeiro: litro médio no estado se aproxima dos R$ 8
Posto de gasolina no Rio de Janeiro: litro médio no estado se aproxima dos R$ 8 02/09/2021 - REUTERS/Ricardo Moraes

Beatriz Puenteda CNN

no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

O reajuste de preços da Petrobras já chegou nos postos de todo o Brasil. A gasolina mais cara do país é a do Piauí, já o Rio Grande do Norte e o Rio de Janeiro ocupam a segunda e terceira posição, respectivamente.

Segundo o levantamento semanal de preços da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural, e Biocombustíveis (ANP), o custo médio do litro da gasolina nesses estados já se aproxima dos R$ 8.

O Piauí lidera a lista, com o litro custando R$ 7,992. Na sequência, o Rio Grande do Norte com R$ 7,921 e o Rio de Janeiro, em terceiro lugar, com o preço médio de R$ 7,731.

Apenas na última semana, a gasolina comum teve aumento percentual de 8,6% no preço médio do litro. Na semana corrente a pesquisa de preço da ANP verificou o combustível em R$ 7,26, frente aos R$ 6,68 registrados na semana anterior.

Para o economista da IBMEC Gilberto Braga, fatores como o valor do frete e o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) influenciam diretamente no preço da gasolina que chega aos postos e explicam a diferença entre os estados.

No Rio de Janeiro, segundo o especialista, o ICMS pesa mais.

“O que explica isso no caso do Rio de Janeiro é o ICMS, é o estado que tem a maior produção de petróleo do Brasil na Bacia de Campos. E tem mais de uma refinaria. Portanto a distância, proporcionalmente ou comparativamente, com outros estados é menor, entre a produção, o refino e o consumo. Mas ainda assim tem um preço muito caro”, explicou o economista.

Já a gasolina mais barata foi encontrada, de acordo com o boletim da ANP, nos estados do Rio Grande do Sul, São Paulo e Amapá. Nessas unidades federativas, o preço médio do litro do combustível ficou abaixo de R$ 7.

No último dia 10, a Petrobras anunciou o reajuste de 18% para a gasolina e de quase 25% para o diesel. Com isso, o preço médio de venda da gasolina da petrolífera passou de R$ 3,25 para R$ 3,86 para as distribuidoras.

Veja a lista de preços médios nos estados, segundo a ANP: 

  • Piauí – R$ 7,992
  • Rio Grande do Norte – R$ 7,921
  • Rio de Janeiro – R$ 7,731
  • Ceara – R$ 7,640
  • Acre – R$ 7,549
  • Minas Gerais – R$ 7,538
  • Bahia – R$ 7,524
  • Tocantins – R$ 7,469
  • Goiás – R$ 7,457
  • Para – R$ 7,450
  • Rondônia – R$ 7,422
  • DF – R$ 7,412
  • Sergipe – R$ 7,403
  • Espírito Santo – R$ 7,380
  • Amazonas – R$ 7,344
  • Maranhão – R$ 7,342
  • Pernambuco – R$ 7,298
  • Paraná – R$ 7,264
  • Alagoas – R$ 7,242
  • Santa Catarina – R$ 7,165
  • Roraima – R$ 7,101
  • Mato Grosso – R$ 7,058
  • Paraíba – R$ 7,036
  • Mato Grosso do Sul – R$ 7,035
  • Rio Grande do Sul – R$ 6,975
  • São Paulo – R$ 6,867
  • Amapá – R$ 6,279

Mais Recentes da CNN