Preço do botijão de gás ultrapassa média nacional, de R$ 102, em 18 estados

Auxílio do governo garantirá, a cada dois meses, valor correspondente a uma parcela de, no mínimo, 50% da média do preço nacional a famílias mais vulneráveis

Matheus Meirellesda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

Em 18 estados do Brasil, o valor médio do botijão de gás de 13 kg de GLP ultrapassou R$102, preço da média nacional. O dado é resultado de um levantamento da CNN feito com base no Sistema de Levantamento de Preços (SLP) da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

No Mato Grosso, por exemplo, o valor médio praticado é de R$127,55. No Amapá e no Acre, R$ 117.

Ao analisarmos os valores máximos do botijão por estado, a discrepância é ainda maior em relação à média. Esse comportamento dos preços é visto em 25 estados brasileiros.

No Mato Grosso, mais uma vez, botijão chega a custar R$ 140. No Rio Grande do Sul, o maior valor registrado é de R$ 139.

A elevação do preço dos combustíveis e do gás de cozinha tem sido um fator importante no aumento recente da inflação, que já é bem pressionada pelo preço dos alimentos.

Para amenizar o cenário, uma lei que cria o vale-gás para a população de baixa renda foi sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na segunda-feira (22).

Com isso, famílias de baixa renda receberão, a cada dois meses, um valor correspondente a uma parcela de, no mínimo, 50% do valor médio do produto.

Terão direito ao programa famílias registradas no Cadastro Único do governo federal com renda mensal per capita menor ou igual a meio salário mínimo (R$ 550) ou que tenham entre seus membros alguém que receba o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

(Publicado por Ligia Tuon)

Mais Recentes da CNN