Preço do diesel registra aumento de 2% na última semana

Após o reajuste, em média, o litro do diesel passou a custar R$ 4,80 na bomba, preço que antes era R$4,70

Stephanie Alvesda CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

Os postos de combustíveis do Brasil registraram um aumento de 2% no preço do diesel na última semana, após o reajuste feito pela Petrobras nas refinarias na última quarta-feira (29).

Após o reajuste, em média, o litro do diesel passou a custar R$ 4,80 na bomba, preço que antes era R$4,70.

Segundo a ANP (Agência Nacional do Petróleo), o reajuste já é sentido pelo consumidor final nas bombas. De acordo com o Sincopetro, sindicato de donos dos postos de combustíveis de São Paulo, o repasse é feito conforme o estoque de cada posto de gasolina. Já o preço médio do botijão de gás e do litro de gasolina ainda não foram afetados, segundo a agência.

O reajuste no diesel também teve reflexo no preço do etanol, que sofreu uma alta de 0,45%, passando de R$ 4,71 para R$ 4,73.

O estado com a gasolina mais cara foi o Acre, enquanto a mais barata foi no Distrito Federal. No sudeste, a gasolina mais barata foi encontrada no Espírito Santo, a R$ 6,49, e a mais cara no Rio de Janeiro, a R$ 7,16.

O aumento no preço do diesel gerou uma manifestação da Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (ANTC), que afirmou que a inflação setorial já ultrapassa os 30% nos últimos meses e que o setor está bastante prejudicado com as altas nos preços dos combustíveis.

A associação também orientou diversas medidas a serem tomadas pelos associados, como procurar adequar os prazos para o pagamento de serviços aos ciclos financeiros, incorporar o custo real de seus financiamentos na formação dos preços e incluir, nos contratos de prestação de serviços, cláusulas prevendo a recomposição imediata das tarifas conforme a variação atual do preço do diesel e as próximas que venham a acontecer.

Mais Recentes da CNN