Preço médio dos combustíveis sofre nova alta semanal, segundo ANP

Brasil tem gasolina a R$ 7,49 e botijão de gás por R$ 135,00

REUTERS/Amanda Perobelli

Bruno Laforéda CNN

Ouvir notícia

De acordo com o levantamento realizado pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio da gasolina vendida nos postos do país teve alta de 3,33% no intervalo de uma semana.

Na semana encerrada no último dia 16, o valor médio do litro no Brasil era de R$ 6,321. No levantamento anterior, referente a semana de 03 a 09 de outubro, o preço médio era de R$ 6,117.

O litro da gasolina chegou a ser encontrado por R$ 7,499. O maior valor praticado está no Rio Grande do Sul. O preço médio da gasolina por lá é de R$ 6,610. No entanto, o estado com maior preço médio pelo litro do combustível é o Piauí, por lá a média é R$ 6,936. Por outro lado, o estado com menor valor médio é o Amapá: R$ 5,514.

O etanol também está mais caro para o consumidor. Em uma única semana, o preço médio do litor nos postos do país cresceu 0,92%, passando dos R$ 4,775 praticados até 09 de outubro para R$ 4,819 na semana encerrada em 16 de outubro.

A inflação também pesou para o gás de cozinha. O preço médio do botijão de 13 kg ultrapassou os cem reais na última semana, cotado a R$ 100,44. Na semana anterior da análise, o valor era de R$ 98,67. O aumento registrado em uma semana foi de 1,79%.

O botijão pode ser encontrado por até R$135,00 no país, este preço foi observado em distribuidoras do Mato Grosso, Rio Grande do Sul e Rondônia. O maior preço médios do gás de cozinha está em Rondônia, com R$ 114,61. Já o menor valor médio é de R$ 91,42, no Rio de Janeiro.

Mais Recentes da CNN