‘Pressão nos preços dos combustíveis é insustentável’, diz Arthur Lira

Presidente da Câmara dos Deputados afirmou que Brasil 'não pode tolerar gasolina a quase R$ 7 e gás a R$ 120'

Da CNN*

Em São Paulo

Ouvir notícia

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), afirmou que a casa está fazendo o seu trabalho para “o país retomar a economia respeitando os limites fiscais”, mas que o Brasil “não pode tolerar” a gasolina custando quase R$ 7. A declaração foi feita em postagens nas redes sociais nesta terça-feira (28).

“Mesmo assim, o dólar persiste num patamar alto. Junto com a valorização do barril de petróleo, a pressão no preço dos combustíveis é insustentável”, escreveu Lira.

Citando o diretor da Petrobras Cláudio Mastella, que afirmou estudar com “carinho” um aumento de preços diante do atual cenário, o deputado disse ter “certeza que ele é bem pago para buscar outras soluções que não o simples repasse frequente.”

Lira concluiu dizendo que a Câmara vai buscar alternativas legislativas para o aumento nos preços dos combustíveis e do gás de cozinha. O tema vai ser discutido na reunião do Colégio de Líderes, na quarta-feira (29).

“O fato é que o Brasil não pode tolerar gasolina a quase R$ 7 e o gás a R$ 120”, afirmou Arthur Lira.

Há 15 dias, Lira já havia cobrado mais esclarecimentos públicos da Petrobras em relação aos preços dos combustíveis e da logística do gás. Segundo ele, a estatal precisa ter uma política de preços clara e pensar no país, sobretudo neste momento de crise energética e de saída da pandemia.

(*Com informações de Agência Câmara de Notícias)

Publicado por Thâmara Kaoru

Mais Recentes da CNN