Procon-SP multa Facebook em R$ 11 milhões por queda no WhatsApp; empresa contesta

Meta disse que discorda da decisão e irá apresentar seus esclarecimentos

Queda dos serviços do WhatsApp rende multa do Procon-SP ao Facebook Brasil
Queda dos serviços do WhatsApp rende multa do Procon-SP ao Facebook Brasil Anton/Pexels

Do CNN Brasil Business*

Ouvir notícia

O Procon-SP multou o Facebook em mais de R$ 11 milhões pela queda global do serviço de WhatsApp ocorrido em outubro. O órgão acusa a empresa de má prestação de serviço. O valor exato da multa é de R$ 11.286.557,54.

Procurada, a Meta (novo nome do Facebook), disse que discorda da decisão do Procon-SP e que irá prestar seus esclarecimentos. “Discordamos da decisão do Procon-SP de multar o Facebook Brasil. A Meta investe em tecnologia e pessoas para manter seus serviços gratuitos e funcionando, e para tornar os seus sistemas cada vez mais resilientes. Apresentaremos nossa defesa e confiamos que nossos esclarecimentos serão acolhidos pelo Procon-SP”, diz porta-voz do Facebook no Brasil.

Queda global

No dia 4 de outubro deste ano os serviços do WhatsApp, Instagram, Facebook e Messenger  – todos do Facebook – pararam de funcionar por volta de 12h30 e só começaram a retornar entre seis e sete horas depois. A queda foi global e rendeu um pedido de desculpas da empresa. “Nossas sinceras desculpas a todos os afetados pela interrupção dos serviços do Facebook neste momento. Estamos passando por problemas em nossas redes e nossos times estão trabalhando para resolver essa situação o mais rápido possível”, dizia o comunicado assinado por Mike Schroepfer, CTO da empresa.

Com o incidente, Mark Zuckerberg, o CEO do Facebook e sexto homem mais rico do mundo, perdeu US$ 5,9 bilhões de sua fortuna  com a  queda de quase 5% no preço das ações de sua empresa na Nasdaq, a bolsa de tecnologia de Nova York.

O apagão pode ter sido o que mais gerou prejuízos financeiros para prestadores de serviço, empreendedores, pequenas e grandes empresas e mercados de todos os tipos e tamanhos, já que, só no Brasil, existem cerca de 5 milhões de contas de WhatsApp Business, divisão criada para quem faz negócios pelo aplicativo. “Atualmente, mais de 175 milhões de pessoas trocam mensagens com uma conta do WhatsApp Business diariamente. E mais de 40 milhões de pessoas acessam um catálogo de empresas no aplicativo, sendo mais de 13 milhões só no Brasil”, anunciou o app, por meio de comunicado, em junho.

No dia seguinte, em comunicado, o Facebook informou que houve uma falha de configuração na rede interna. “Foi um problema no sistema que faz as rotas para que a internet saiba como chegar até as redes sociais.”Ao mesmo tempo, a própria configuração interna da empresa não funcionou. Como toda a base dos aplicativos possui os mesmos “datacenters” – ou servidores – todos os serviços compartilhavam do mesmo sistema que apresentou a falha, causando a queda generalizada.

*Com informações de Carolina Figueiredo

Mais Recentes da CNN