Restaurantes e bares de SP reabrem com queda de 85% em faturamento

Muitos empresários optaram por não abrir na primeira semana de retomada do setor para evitar prejuízos

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O clima é de incerteza entre os empresários de bares e restaurantes após a primeira semana de reabertura do setor no estado de São Paulo. Muitos não reabriram com medo de retomar as operações e tomar prejuízo, enquanto quem abriu viu até 85% do faturamento despencar.

Pesquisa da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) indicou que, antes da reabertura, 59% dos estebelecimentos já optaram por continuar com as portas fechadas para se precaver de possíveis prejuízos financeiros.

Em comparação com os outros estados, São Paulo está entre os mais afetados no setor de bares e restaurantes. Com o funcionamento permitido apenas até às 17h, os restaurantes paulistas registraram queda de 85% no faturamento do horário do almoço, enquanto no Rio de Janeiro a queda foi de 70%.

Leia mais:

São Paulo vai intensificar fiscalização em bares e restaurantes, diz secretário

Correspondente Médico: Retomada de bares e restaurantes melhora o estresse?

Santa Catarina, que teve um período de quarentena menor do que São Paulo, já registra uma queda de 40% em suas receitas. 

Outro fator negativo para o estado paulista foi o que o gasto médio por pessoa caiu, enquanto o preço das refeições foi mantido. Na capital de São Paulo, muitos restaurantes são ligados ao mundo corporativo e, com grande parte das empresas mantendo seus funcionários em home office, a procura por almoço fora durante os dias de semana caiu.

(Edição: Leonardo Lellis)

Mais Recentes da CNN