Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Sanções à Rússia devem trazer impactos inflacionários ao Brasil, diz economista

    À CNN Rádio, João Ricardo Costa Filho explicou que as incertezas no mercado internacional devem ter reflexos na economia brasileira

    Brasil ainda tenta se recuperar da crise da Covid-19 e ambiente internacional impactado pode atrapalhar retomada
    Brasil ainda tenta se recuperar da crise da Covid-19 e ambiente internacional impactado pode atrapalhar retomada 07/11/ 2016 REUTERS/Dado Ruvic/Illustration/File Photo

    Amanda GarciaBruna Salesda CNN

    em São Paulo

    Ouvir notícia

    A escalada de tensões na Ucrânia, após reconhecimento da Rússia de áreas separatistas, já trouxe sanções aos russos de países como os Estados Unidos, Reino Unido e Alemanha.

    Em entrevista à CNN Rádio, o economista João Ricardo Costa Filho explicou que esta movimentação trará reflexos negativos para o Brasil.

    “Infelizmente a consequência será aquela palavra que conhecemos e tememos: inflação. Deve ter impacto inflacionário. Com o petróleo subindo, aumenta o preço de combustíveis e frete, além de impactos no preço sobre o trigo e milho, tudo gera incerteza”, disse.

    De acordo com o economista, as tensões, caso se acirrem ainda mais, podem causar a saída de investidores, que “buscariam ativos mais seguros, com enfraquecimento do real.”

    “Tudo isso combinado aumenta os preços dentro do Brasil. Provavelmente a resposta do Banco Central que tenta trazer a inflação para baixo tenha que ser mais forte”, completou.

    João Ricardo analisou que essa não é uma notícia boa para o Brasil, que ainda tenta se recuperar da crise da Covid-19.

    “O país agora identifica diversas fragilidades e está com dificuldade de crescer. Essas sanções impactam no ambiente internacional e trazem inflação, mais juros e mais dificuldades para atingir as metas de crescimento.”

    Mais Recentes da CNN