Saque do FGTS de até R$ 1.000 para nascidos em setembro começa neste sábado (28)

Próximos trabalhadores que serão contemplados são os nascidos em outubro, com liberação do saque a partir de 1º de junho

Pedro Zanattado CNN Brasil Business

em São Paulo

Ouvir notícia

Caixa Econômica Federal começa neste sábado (27) mais uma etapa da liberação do saque extraordinário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) de até R$ 1.000. Agora, os trabalhadores nascidos em setembro podem sacar o valor.

O saque extraordinário teve início no dia 20 de abril, e a data do saque varia conforme o mês de aniversário de cada trabalhador. Os nascidos em dezembro são os últimos a ter direito ao resgate, que será liberado a partir de 15 de junho.

Os próximos trabalhadores que serão contemplados são os nascidos em outubro, com liberação do saque a partir de quarta-feira (1º).

Quem tem direito e como sacar

Os trabalhadores que tiverem contas ativas e inativas do FGTS e recursos disponíveis para saque podem retirar até R$ 1.000.

O crédito do saque do FGTS será realizado em conta poupança social digital, aberta automaticamente pela Caixa. Para saber se tem direito ao saque, o trabalhador pode consultar o aplicativo FGTS ou o site fgts.caixa.gov.br.

Após o crédito dos valores será possível pagar boletos e contas, utilizar o cartão de débito virtual para pagamento em lojas, sites ou aplicativos e fazer compras em supermercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos pagando com o QR Code. Esses processos são feitos pelo aplicativo Caixa Tem.

O valor também poderá ser transferido para outras contas bancárias. Segundo a Caixa, o cliente pode ainda realizar transações por meio do Pix, além de efetuar saque nos terminais de autoatendimento da Caixa e nas casas lotéricas.

Não estarão disponíveis para saque os valores que estiverem bloqueados na conta do FGTS, como para garantia de operações de crédito de antecipação do saque-aniversário, por exemplo.

O banco destaca que, caso o crédito dos valores tenha sido feito e a conta não seja movimentada até 15 de dezembro de 2022, os recursos serão retornados à conta do FGTS, devidamente corrigidos e sem prejuízo ao trabalhador.

Quem não quiser a liberação dos R$ 1.000 também usar o aplicativo FGTS para informar a Caixa.

Confira as datas

Mais Recentes da CNN