Secretária do Tesouro dos EUA alerta para volatilidade contínua na economia

Guerra na Ucrânia interrompeu o fornecimento de alimentos e energia, contribuindo para o nível mais alto de inflação em décadas

Temores da inflação ajudaram a desencadear uma grande volatilidade em Wall Street
Temores da inflação ajudaram a desencadear uma grande volatilidade em Wall Street 11/03/2022Jason Connolly/Pool via REUTERS

Matt Egando CNN Business

Ouvir notícia

A secretária do Tesouro dos EUA de Nova York, Janet Yellen, disse aos legisladores na terça-feira (10) que a pandemia de Covid-19 e a guerra na Ucrânia podem continuar a adicionar turbulência à economia mundial.

“Existe o potencial de volatilidade contínua e desigual do crescimento global à medida que os países continuam lidando com a pandemia”, disse Yellen durante uma audiência sobre o relatório anual do Conselho de Supervisão de Estabilidade Financeira (FSOC) ao Congresso.

“A invasão não provocada da Ucrânia pela Rússia aumentou ainda mais a incerteza econômica”, disse Yellen, que preside o FSOC, durante a audiência do Comitê Bancário do Senado.

A guerra na Ucrânia interrompeu o fornecimento de alimentos e energia, contribuindo para o nível mais alto de inflação em décadas. O preço médio da gasolina comum saltou cerca de 25% para recordes desde que a Rússia invadiu a Ucrânia no final de fevereiro.

Yellen disse que os reguladores financeiros continuarão monitorando os desenvolvimentos e “coordenando ações à medida que os riscos e ameaças evoluem”.

Os temores da inflação ajudaram a desencadear uma grande volatilidade em Wall Street, à medida que os investidores se preocupam com os planos do Federal Reserve de aumentar significativamente as taxas de juros.
Ainda assim, Yellen disse que o sistema financeiro dos EUA “continua a funcionar de maneira ordenada”.

Ao mesmo tempo, ela admitiu que as avaliações de alguns ativos não especificados “continuam altas em comparação com os valores históricos”.

A secretária Yellen também alertou que as sanções ocidentais deram um golpe poderoso na economia da Rússia após a invasão da Ucrânia.

“A economia deles está claramente em recessão“, disse Yellen aos legisladores, acrescentando que há previsões de que a economia russa se contrairá de 10% a 15%.

A inflação na Rússia provavelmente está em torno de 20% este ano, disse Yellen. Isso seria mais do que o dobro do salto de 8,5% ano a ano nos preços ao consumidor nos Estados Unidos em março.

“As empresas russas que foram sancionadas estão achando quase impossível obter acesso a bens e serviços de que precisam nos mercados globais”, disse Yellen, acrescentando que isso inclui grandes empresas de defesa que não conseguem encontrar os chips de computador e outros componentes de que precisam. para reabastecer seus arsenais de defesa.

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Mais Recentes da CNN