Sergio Vale: Ainda vamos ver o impacto da alta de juros ao longo deste ano

Especialista CNN em economia falou sobre comportamento menos agressivo do Banco Central para 2023

Isabela Filardida CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

A taxa Selic atingiu 10,75% nesta semana e a tendência é que ela continue aumentando ao longo de 2022. Com um cenário econômico difícil, o Banco Central já está pensando em 2023 para tentar diminuir a taxa de juros.

Especialista CNN em economia Sergio Vale comentou, nesta sexta-feira (4), sobre como deve ser a perspectiva para o próximo ano.

De acordo com Vale, o aumento da Selic não foi uma surpresa. “O mercado esperava o que o Banco Central sinalizaria para frente. A expectativa é que a gente continuaria tendo alta nas próximas reuniões, mas havia dúvida sobre a velocidade, e o BC sinalizou que vai diminuir”, disse.

De acordo com o especialista, o resultado deve ser próximo do que o mercado espera, mas a sinalização por trás disso é que o Banco Central percebeu que a inflação e a meta de 3,5% não vai ser atingida neste ano.

“Ao longo desse ano, ainda vamos ver o impacto da alta de juros. O cenário não muda, o crescimento vai ser fraco”, afirmou.

Segundo Vale, o tom do comunicado do BC traz sinalizações importantes. “Isso faz com que a gente tenha um efeito bem menor na atividade do que se Banco Central seguisse um caminho mais agressivo, como ele estava sinalizando desde o final do ano passado”, finalizou.

Veja mais no vídeo acima.

Mais Recentes da CNN