Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Taxa de desemprego dos EUA cai para 3,8%, menor nível desde o início da pandemia

    País gerou 678 mil empregos no mês de fevereiro de 2022, segundo o relatório Payroll

    EUA tiveram melhor mês para o crescimento de emprego desde julho de 2021
    EUA tiveram melhor mês para o crescimento de emprego desde julho de 2021 Shannon Stapleton/File Photo/Reuters

    Anneken Tappedo CNN Business

    Ouvir notícia

    A economia dos Estados Unidos adicionou 678 mil empregos em fevereiro, superando as expectativas dos economistas, segundo os dados do relatório Payroll de emprego não-agrícola.

    A taxa de desemprego caiu para 3,8%, o valor mais baixo desde o início da pandemia, informou o Centro de Estatísticas Laborais nesta sexta-feira (4).

    Mais uma vez, a previsão de consenso para o relatório – 400.000 empregos – errou o alvo. As oscilações erráticas no mercado de trabalho de um mês para outro tornaram o trabalho dos analistas muito mais difícil durante a pandemia.

    Foi o melhor mês para o crescimento de emprego desde julho de 2021. O país ainda precisa gerar 2,1 milhões de empregos antes de atingir o nível de fevereiro de 2020 e recuperar todas as perdas na pandemia.

    O setor de lazer e hospitalidade, que foi o mais atingido pelas demissões relacionadas à Covid-19, foi o que adicionou mais empregos novamente, com 179 mil. A maioria desses empregos foi criada em restaurantes e bares, pois os americanos continuam se aventurando mais para socializar após a onda Ômicron na virada do ano.

    Serviços profissionais, saúde e construção também registraram fortes ganhos de emprego.

    Salários, inflação e o Fed

    Os salários ficaram estáveis ​​em fevereiro, após um período de forte crescimento, à medida que os empregadores tentavam competir por talentos e reter os funcionários existentes em meio à escassez de mão de obra em andamento.

    O salário médio por hora ficou em US$ 31,58 no mês passado, apenas um centavo a mais do que em janeiro, quebrando a tendência dos últimos meses.

    Essa é uma boa notícia para aqueles preocupados com o fato de que o avanço dos salários aumentará ainda mais a inflação, já alta, talvez incluindo entre eles o Federal Reserve.

    O forte relatório de sexta-feira significa que o aumento antecipado da taxa de juros do Fed no final deste mês é sólido.

    O banco central, encarregado de alcançar o máximo de emprego e estabilidade de preços, foi desafiado pelo rápido aumento da inflação durante a pandemia.

    Na quarta-feira (2), o presidente do Fed, Jerome Powell, disse que um aumento de taxa de 0,25 ponto percentual deve ocorrer na reunião de política monetária do banco em menos de duas semanas.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original

    Mais Recentes da CNN