Tênis de US$ 1 milhão: Nike de Kanye West pode ser o calçado mais caro do mundo

Yeezy do músico, usado no Grammy de 2008, será leiloado pela Sotheby's e seu valor reflete o impacto que a peça causou na cultura de consumo americana

Tênis de Kanye West que pode valer US$ 1 milhão
Tênis de Kanye West que pode valer US$ 1 milhão Foto: Reprodução / Sotheby's

Leah Dolan, do CNN Business

Ouvir notícia

 

Os primeiros tênis Yeezy usados em público por Kanye West estão à venda por mais de US$ 1 milhão. O Nike Air Yeezy 1 Prototypes que o artista americano estreou no 50º Grammy Awards, em 2008, estará entre os tênis mais caros já apresentados, de acordo com a casa de leilões Sotheby’s, que está organizando a venda.

Descrito como “um dos tênis mais valiosos e cobiçados”, o calçado será oferecido em venda  privada após ser exibido em Hong Kong, no final deste mês. A Sotheby’s não revelou o preço exato pedido, embora afirme ter avaliado o item em “mais de US$ 1 milhão”.

Embora não haja nenhum recorde conhecido de vendas de tênis, um preço de sete dígitos ultrapassaria em muito o recorde atual do leilão de US$ 615 mil estabelecido na Christie’s em maio de 2020 por um par de Nike Air Jordan 1, usado e autografado por Michael Jordan em 1985.

 

Colocado no mercado pelo colecionador de tênis Ryan Cheng, o protótipo Yeezys vem em tamanho 12, que é o usado pelo artista americano. Segundo Brahm Wachter, chefe de “street wear” e colecionáveis modernos da Sotheby’s, a valorização deriva do impacto cultural da marca.

“Este par é fundamental para o desenvolvimento da franquia Yeezy, que se tornou uma das marcas de tênis e de lifestyle mais importantes da história”, disse ele por e-mail.

Nascimento de um ícone

Boatos sobre a possível linha de calçados de West já circulavam quase um ano antes de sua apresentação no Grammy de 2008. Quando o rapper subiu ao palco com o tênis de couro preto macio, os famosos swoosh da Nike e suas tiras exclusivas, aspectos que se tornariam uma marca registrada da linha Yeezy, geraram um burburinho significativo entre os fãs e
aficionados por tênis.

Na época, West havia acabado de lançar seu terceiro álbum de estúdio, Graduation, que vendeu quase 1 milhão de cópias. Durante uma emocionante apresentação no Grammy, ele cantou Hey Mama em homenagem a sua mãe, Donda West, que morrera apenas três meses antes.

Os protótipos do tênis exibido no Grammy foram produzidos em 2007, na chamada Cozinha de Inovação da Nike, em Oregon, e começaram a ser vendidos em 2009. Eles custavam originalmente US$ 215, embora as revendas no eBay chegassem a US$ 8 mil.

O design apresentado por West no Grammy nunca foi lançado no mercado. Mas, em 2017, um par apareceu à venda na loja de tênis de coleção Flight Club, onde foi vendido por US$ 100 mil.

Os protótipos viraram uma relíquia de uma parceria que não existe mais entre Yeezy e Nike. A marca de calçados transferiu sua operação para a alemã Adidas em 2013. A marca de roupas esportivas disse que a parceria é a “mais significativa já criada entre uma marca de esportes e uma não-esportiva”.

(Texto traduzido. Para ler a versão original, clique aqui.)

Mais Recentes da CNN