Todas as promessas de alta de juros dependem do contexto, diz presidente do BCE

Christine Lagarde afirmou que o banco vai avaliar as condições com muito cuidado e que "não há promessas sem condicionalidades"

Christine Lagarde, presidente do BCE
Christine Lagarde, presidente do BCE 03/02/2022Michael Probst/Pool via REUTERS

da Reuters

Ouvir notícia

As promessas de política monetária do Banco Central Europeu dependem das circunstâncias, e qualquer decisão sobre se e quando elevar os juros será determinada por dados, afirmou nesta quinta-feira (3) a presidente do BCE, Christine Lagarde.

Questionada em entrevista à imprensa após a decisão de política monetária do banco se sua antiga insistência de que seria “muito improvável” que o BCE elevasse os juros este ano permanece em vigor, ela afirmou que o banco vai avaliar as condições com muito cuidado e que “não há promessas sem condicionalidades”.

“Seremos dependentes de dados”, disse ela. “Faremos esse trabalho em março e acho que isso nos levará à análise sobre quais são os motores por trás da inflação no curto prazo…e quais são as projeções para o médio prazo.”

Reconhecendo a inflação alta, Lagarde disse: “A situação de fato mudou. Nós indicamos risco de alta para a inflação em nossa projeção.”

O BCE tem dito que os juros não subirão até depois do fim de seu programa de compra de ativos, e Lagarde acrescentou que “continuará a observar a sequência com a qual concordamos e (será)…gradual em qualquer determinação que fizermos”.

O BCE apresentou planos para continuar comprando títulos até ao menos outubro elevar os juros “logo” depois do fim do Programa de Compra de Ativos.

Mais Recentes da CNN