Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    “Uma vida inteira pautada pela ética”, afirma presidente da Caixa em evento com esposa

    Pedro Guimarães está sendo investigado pelo MPF após denúncias de funcionárias do banco sobre assédio sexual

    Tainá Falcãoda CNN

    em São Paulo

    Ouvir notícia

    O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, afirmou durante um evento nesta quarta-feira (29) que tem uma “vida inteira pautada pela ética”. A fala foi feita um dia depois do Ministério Público Federal (MPF) confirmar à CNN que está investigando o economista após funcionárias do banco o denunciarem por assédio sexual.

    Guimarães participou do evento de lançamento de um novo programa de crédito rural que faz parte do Plano Safra referente aos anos de 2022 e 2023. Durante sua fala, ele agradeceu a presença da sua esposa, Manuella Pinheiro Guimarães, no local.

    “Eu quero agradecer a presença de todos vocês, a da minha esposa. Acho que, de uma maneira muito clara, são quase 20 anos juntos, dois filhos e uma vida inteira pautada pela ética. Tanto é verdade que quando eu assumi o banco, tinha as piores ratings das estatais, 10 anos com balanço com ressalva, uma série de questões que todos vocês sabem, e hoje a gente é um exemplo”, afirmou.

    Ao final da fala, enquanto deixava o palco, Guimarães também mostrou seu crachá para o público. Fontes afirmam à CNN que o presidente deve ser demitido ainda nesta quarta-feira.

    A exoneração célere faria parte de um esforço para tentar evitar uma contaminação da campanha à reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL).

    Segundo a analista da CNN Thais Arbex, ele deverá ser substituído por Daniella Marques, atual secretária especial de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia.

    Em um evento na terça-feira (28), mesmo dia em que a investigação do MPF foi revelada, Guimarães participou de um evento em que Bolsonaro compareceu, se sentando atrás do presidente.

    As denúncias contra Pedro Guimarães foram reveladas pelo portal “Metrópoles”, e a investigação do MPF foi confirmada pela CNN.

    Em nota ao portal, a Caixa informou que “não tem conhecimento das denúncias apresentadas pelo veículo”. À CNN, aliados do presidente Bolsonaro já haviam indicado que Guimarães seria demitido nesta quarta-feira.

    Mais Recentes da CNN