Veja 10 carros que ainda estão à venda, mas nem sempre são lembrados

Entre veteranos e modelos que nunca deslancharam nas vendas, separamos alguns carros “esquecidos” do mercado

Thiago Morenocolaboração para o CNN Brasil Business

em São Paulo

Ouvir notícia

Enquanto Strada, HB20 e Argo lideraram o ranking dos carros 0 km mais vendidos de 2021, há modelos que parecem “esquecidos” pelos compradores.

Seja pela falta de investimento para dar visibilidade ao carro ou simplesmente pela estratégia da montadora no país, há modelos que acabam apresentando baixo volume de venda, mas ainda continuam sendo produzidos.

Confira 10 modelos que ainda estão disponíveis para venda, mas que parecem que não são nem lembrados pelos compradores:

Peugeot 2008

Fabricado no Brasil desde 2015, o Peugeot 2008 tentou pegar carona no aumento da demanda por SUVs, mas seu timing não foi bom. Pouco depois chegaram nomes de peso como Honda HR-V e Jeep Renegade. O 2008 nunca deslanchou em vendas e sua nova geração, já apresentada na Europa, não tem nem previsão de chegar ao Brasil.

Um bom motivo para sair de linha, certo? Errado. O modelo continua sendo vendido normalmente. Depois da criação da Stellantis, que uniu Fiat, Jeep, RAM, Peugeot e Citroën, o 2008 encontrou uma esperança nas vendas diretas. Hoje, ele pode ser encontrado nas lojas com preços partindo de R$ 116.990, um dos SUVs compactos mais baratos.

JAC T50 Plus

Encabeçando a onda de marcas chinesas no Brasil no início da década de 2010, a JAC Motors até encontrou um sucesso inicial. Porém, a instabilidade econômica do país e a desvalorização do real tiraram o protagonismo da empresa nos últimos anos. Mais recentemente, a empresa tem focado seus esforços nas vendas de veículos elétricos, que tem tributação menor, fazendo os preços ficarem mais competitivos.

Só que a marca nunca deixou de oferecer modelos a combustão por aqui e está presente com três modelos para atender o segmento de SUVs, como o T50 Plus, que tem preço partindo de R$ 129.990.

Kia Cerato

Ao contrário da Hyundai, que tem uma legítima filial no Brasil, a Kia Motors é representada no país por um grupo independente de importação. Vale lembrar que ambas fazem parte do mesmo grupo sul-coreano. Assim, a marca nunca ascendeu ao papel de protagonista na indústria nacional desde a reabertura das importações na década de 1990.

Alguns modelos como a van Besta e SUVs como o Sportage até ganharam notoriedade, mas, você sabia que a Kia vende diversos outros veículos? Um deles é o Cerato. Além de a marca não vender em grandes volumes, o segmento de sedãs está caindo em participação. De qualquer forma, o Kia Cerato permanece sendo oferecido e tem preços partindo de R$ 132.990

Suzuki S-Cross

O produto mais conhecido da Suzuki no Brasil são os jipes da linha Jimny. O sucesso é tanto que ele é oferecido aqui tanto na geração global mais recente, com o sobrenome Sierra, quanto na antiga. Mas o Jimny não é o único veículo da Suzuki no Brasil. A marca também aposta no segmento de pequenos SUVs.

Além do Vitara, nome que fez sucesso no passado, a Suzuki oferece em nosso mercado o S-Cross, que fica na linha tênue de classificação entre os hatches aventureiros e os utilitários esportivos compactos. Ao menos, o modelo pode ser equipado com tração integral. Os volumes de venda não são tão altos, por isso, pode fazer um tempo que você não o vê na rua. Mas ele está sendo vendido normalmente e tem preços partindo de R$ 178.990.

Mitsubishi L200 Triton

Conhecida no Brasil pela capacidade off-road de suas picapes, a Mitsubishi oferece algumas opções aos clientes, incluindo modelos fabricados no Brasil. Ter uma linha de montagem por aqui também permite à marca a possibilidade de continuar produzindo gerações anteriores de modelos que já foram renovados.

Em setembro de 2020, a picape mais conhecida da marca, a L200 Triton, ganhou uma nova geração por aqui, a Triton Sport, com visual e mecânica renovados. Mesmo assim, o modelo anterior continua à venda normalmente e tem preços partindo de R$ 217.990.

Lexus UX

Ao contrário do mercado norte-americano, a divisão de luxo da Toyota, a Lexus, nunca encontrou um grande sucesso nas vendas no Brasil. Para tentar trazer um diferencial aos seus produtos, a marca apostou na eletrificação e todos seus carros oferecidos aqui já são híbridos. Mas você sabe quais são eles? A montadora oferece, por exemplo o Lexus UX, SUV de entrada da marca e que tem preços partindo de R$ 264.590.

Hyundai ix35

Lançado lá atrás, em 2010, o Hyundai ix35 nada mais era do que a segunda geração do Tucson, SUV mais popular da marca. O nome mudou apenas para que o antigo e o novo convivessem nas lojas. Mas isso já tem praticamente 12 anos. Mesmo com a apresentação do “New Tucson” em 2016, certo, o veterano SUV da Hyundai continua sendo oferecido normalmente no site da marca, que não divulga seus preços publicamente.

Subaru XV

Assim como a Kia, a Subaru opera no Brasil por uma importadora local independente, não com uma filial propriamente dita. Os volumes de venda da marca japonesa nunca foram elevados e talvez por isso você não lembre que a empresa está por aqui ainda. O Subaru XV, SUV compacto da marca, por exemplo, ainda é comercializado e custa a partir de R$ 174.900. Ele é o mais barato da marca em nosso país.

Nissan Leaf

O Nissan Leaf foi um dos primeiros carros puramente elétricos a vender em grandes quantidades globalmente. Há mais de 11 anos no mercado, ele chegou no Brasil para um período de testes no começo, rodando como táxi e até viatura. As vendas para o público mesmo só tiveram início em 2019, com a chegada de uma nova geração. No entanto, com tantos carros elétricos chegando ao mercado brasileiro, você pode ter esquecido dele. Se quiser um, os preços partem de R$ 297.140.

Ford Territory

A Ford tem passado por altos e baixos desde que deixou de fabricar no Brasil. Atuando como importadora e mantendo foco em SUVs e picapes, a marca oferece por aqui o Territory, modelo que é fabricado e importado da China. Com porte similar ao de um Jeep Compass, mas custando a partir de R$ 219.990, sua participação nas vendas é pequena e pode acabar esquecido em uma categoria outros nomes fortes.

Tópicos

Mais Recentes da CNN