Vendas no Natal crescem 11,1%, de acordo com índice de varejo

O setor de Turismo e Transporte registrou aumento de 73% nas vendas em comparação com o mesmo período do ano passado

Consumidores fazem compras em rua comercial de São Paulo
Consumidores fazem compras em rua comercial de São Paulo REUTERS/Amanda Perobelli

Ingrid Oliveirada CNN

São Paulo

Ouvir notícia

Em meio a pandemia da Covid-19, as vendas de Natal no Brasil cresceram 11,1% em 2021, em comparação com o mesmo período do ano passado, de acordo com o Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA).

O período avaliado foi a semana entre 19 e 25 de dezembro. Dentre os destaques, o e-commerce registrou alta de 38,6%, enquanto as vendas físicas aumentaram em 8,8%.

Santa Catarina foi o estado que mais aumentou suas vendas, com um faturamento 14,4% maior do que o mesmo período no ano passado, seguido por Rio de Janeiro (13,3%) e Minas Gerais (9,3%).

O ICVA também avaliou quais as categorias tiveram maior movimentação nos lucros. O setor de Turismo e Transporte lidera o índice em disparada, com aumento de 73% da receita.

Logo atrás estão itens de Livrarias, Papelarias e Afins, com 15,9% de aumento nas vendas este Natal. Outras áreas como vestuário, artigos de esportes, joalherias também tiveram aumento considerável.

O menor índice de vendas ficou com o varejo alimentício especializado, como lojas de chocolates, bebidas e doces que aumentaram suas vendas em apenas 1,9%.

De maneira geral, Pedro Lippi, Head de Inteligência da Cielo, avalia que o faturamento do Varejo no Natal teve comportamento superior ao observado na Black Friday em novembro.

Ele explica que o grande destaque do e-commerce foi impulsionado pelas vendas do setor de Turismo e Transporte. “Sem esse setor, o e-commerce teria um crescimento de 23,2%”, afirma.

Mais Recentes da CNN