Voos domésticos aumentam pelo quinto mês consecutivo

Média diária registrada em setembro foi de 1.793 voos, segundo dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac)

Voos domésticos registram alta pelo quinto mês consecutivo
Voos domésticos registram alta pelo quinto mês consecutivo Foto: REUTERS/Paulo Whitaker

Lucas Janoneda CNN

no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

Pelo quinto mês consecutivo, as companhias aéreas nacionais registraram crescimento na malha aérea doméstica. Em setembro, a média diária de voos no país foi de 1.793, segundo dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

A variação foi de 74,6% na comparação com a oferta de voos domésticos do início de março de 2020, quando a pandemia ainda não havia impactado o setor. O levantamento foi divulgado nesta quinta-feira (16) pela Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), com base nos dados da Anac.

O presidente da Abear, Eduardo Sanovicz, condicionou a retomada do setor aéreo a vacinação contra a Covid-19. Entretanto, Sanovicz salientou que o crescimento da inflação e a alta no preço dos combustíveis no país pode ‘inibir’ a recuperação econômica das companhias aéreas.

“Esse resultado mostra a resiliência das companhias aéreas nacionais. Importante lembrar que a continuidade desse desempenho está vinculada ao ritmo de vacinação e ao não agravamento da pandemia. Temos também de enfrentar o Custo Brasil, que pode inibir uma recuperação mais consistente da aviação. É importante avançar em temas que podem inibir uma retomada mais vigorosa, como o alto preço do combustível dos aviões e a tributação sobre o setor”, afirma o presidente da Abear, Eduardo Sanovicz.

Essa semana, a Latam Brasil, apresentou planos de expansão da malha aérea para o ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira. A empresa que opera com 44 destinos domésticos, pretende chegar até o primeiro trimestre do ano que vem a 56 destinos.

No último mês, um levantamento da Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav) também ratificou a retomada de voos no país.

A pesquisa mostrou que seis em cada dez operadoras de turismo no país acreditam em um aumento de faturamento até dezembro de 2021. Os dados detalharam que oito a cada dez brasileiros pretendem viajar, a curto prazo, para destinos nacionais, em detrimento a outros países. O motivo para voos domésticos é pelas restrições causadas pelo coronavírus.

Mais Recentes da CNN