Zona do euro: PIB preliminar cresce 2,2% no 3º trimestre, acima da expectativa

A taxa anual de inflação ao consumidor (CPI) da zona do euro atingiu 4,1% em outubro

Pessoas com máscara de proteção sentam em mesas de quiosque no Parque del Retiro, em Madrid
Pessoas com máscara de proteção sentam em mesas de quiosque no Parque del Retiro, em Madrid Foto: Sergio Perez - 25.mai.2020/Reuters

Sergio Caldas, do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

O Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro cresceu 2,2% no terceiro trimestre de 2021 ante os três meses anteriores, segundo dados preliminares divulgados nesta sexta-feira (29) pela Eurostat, a agência de estatísticas da União Europeia.

O resultado superou a previsão de analistas consultados pela FactSet, de alta de 2%. Na comparação anual, o PIB do bloco se expandiu 3,7% entre julho e setembro. Neste caso, o consenso da FactSet também era de aumento menor, de 3,5%.

CPI

Também foi divulgada hoje pela Eurostat a taxa anual de inflação ao consumidor (CPI) da zona do euro – que atingiu 4,1% em outubro, acelerando fortemente em relação à alta de 3,4% observada em setembro, segundo dados preliminares.

A prévia deste mês, a mais alta desde julho de 2008, também deixa a inflação do bloco ainda mais distante da meta do Banco Central Europeu (BCE), que busca uma taxa de 2%. O núcleo do CPI, que desconsidera os preços de energia e de alimentos, teve acréscimo anual de 2,1% em outubro.

PIB da Alemanha

O PIB da Alemanha cresceu 1,8% no terceiro trimestre de 2021 ante os três meses anteriores, segundo dados preliminares divulgados nesta sexta-feira (29) pela Destatis, a agência de estatísticas do país. O resultado ficou abaixo da expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam alta de 2,1% no período.

Na comparação anual, o PIB alemão teve expansão de 2,5% entre julho e setembro, em linha com a projeção do mercado. A Destatis também revisou para cima sua estimativa de crescimento da Alemanha no segundo trimestre ante o primeiro, de 1,6% para 1,9%.

PIB da Espanha

O PIB da Espanha cresceu 2,7% no terceiro trimestre deste ano em comparação com mesmo período do ano passado, mostra resultado preliminar divulgado nesta sexta-feira (29) pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Entre o segundo e o terceiro trimestre de 2021, o avanço foi de 2,0%, uma aceleração em relação ao período anterior em que a variação havia sido negativa em 1,1%.

O relatório também destaca que, enquanto diminuiu do segundo para o terceiro trimestre de 2021 a participação da demanda nacional no crescimento interanual do PIB, houve aumento da participação da demanda externa.

PIB da França

O PIB da França subiu 3,3% no terceiro trimestre deste ano em comparação com mesmo período do ano passado, mostram dados preliminares divulgados nesta sexta-feira (29) pelo Instituto Nacional de Estatísticas e Estudos Econômicos (Insee).

Na comparação deste ano, a economia francesa cresceu 3,0% entre o segundo e o terceiro trimestres de 2021 – acima da previsão de analistas ouvidos pelo The Wall Street Journal, que projetaram ganhos de 2,1%.

Com resultado, o Insee destaca que a economia francesa se aproxima de resultado prévio à crise causada pela pandemia do novo coronavírus: 0,1% abaixo do registrado no quarto trimestre de 2019.

Entre os fatores que contribuíram para os ganhos, tem destaque a demanda interna, em especial, o consumo doméstico acelerado, que cresceu 5,0% entre trimestres. Já as exportações avançaram 2,3% no período, enquanto as importações permaneceram próximas ao equilíbrio: +0,1%.

PIB de Portugal

O PIB de Portugal cresceu 2,9% no terceiro trimestre de 2021 ante os três meses anteriores, segundo dados preliminares divulgados nesta sexta-feira (29) pelo INE, o instituto de estatísticas do país. Em relação ao mesmo período de 2020, o PIB português teve alta de 4,2% entre julho e setembro, informou o INE.

PIB da Itália

O PIB da Itália cresceu 2,6% no terceiro trimestre de 2021 ante os três meses anteriores, segundo dados preliminares divulgados nesta sexta-feira pelo Istat, o instituto de estatísticas do país. O resultado ficou bem acima da previsão de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, de alta de 2%. Em relação ao mesmo período do ano passado, o PIB italiano avançou 3,8% entre julho e setembro, informou o Istat.

Mais Recentes da CNN