Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Após desaceleração da inflação, Credit Suisse reduz para 12% projeção da Selic em 2023

    Instituição informou ainda que espera um corte da taxa básica de juros na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) de agosto

    Pedro Zanattada CNN

    em São Paulo

    O Credit Suisse reduziu sua projeção para a taxa básica de juros de 12,5% para 12% no fim de 2023. A instituição informou ainda que espera um corte na taxa Selic na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central (BC), em agosto.

    A revisão por parte do banco suíço ocorre após o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgar, nesta quarta-feira (7), uma desaceleração de 0,23% do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) em maio.

    A revisão de projeções e expectativas para a Selic e a inflação ocorre em linha com a avaliação de especialistas ouvidos pela CNN.

    O IPCA é o índice de inflação oficial do Brasil, considerado pelo governo para calibrar a política econômica e manter os preços dentro do regime de metas.

    Para o ano-calendário de 2023, por exemplo, a meta de inflação é de 3,25% (definida em junho de 2020). Visto o intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou menos, o Banco Central deve entregar o dado entre 1,75% e 4,75%.

    Em abril o IPCA marcou alta de 0,61%, desacelerando em relação a 0,71% de março. Em maio de 2022, a variação da inflação havia sido de 0,47%.

    Nos cinco meses de 2023 a alta acumulada do IPCA é de 2,95% e de 3,94% nos últimos 12 meses.