Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Apple lança carteira digital com função de pagamento parcelado nos EUA

    Chamado Apple Pay Later, o serviço permite que os clientes dividam os pagamentos das compras em quatro parcelas ao longo de seis semanas

    Jennifer Kornda CNN*

    A Apple lançou, nesta terça-feira (28), uma opção em sua carteira digital que permite que os clientes paguem suas compras online em parcelas, tornando-se a mais recente empresa a adotar a tendência do “compre agora, pague depois”.

    O novo recurso, chamado Apple Pay Later, permite que os clientes dividam os pagamentos das compras em quatro parcelas ao longo de seis semanas, com a primeira parcela vencendo no momento da compra.

    Os usuários da Apple também podem solicitar um empréstimo no aplicativo Wallet, variando de US$ 50 (cerca de R$ 258,30) a US$ 1.000 (cerca de R$ 5166,00), sem juros ou taxas, para fazer compras online ou no aplicativo.

    A opção de pagamento está sendo lançada, a princípio, para usuários selecionados nos Estados Unidos, com planos de oferecê-la a todos os clientes elegíveis nos próximos meses, de acordo com um comunicado da empresa. A empresa lançou o recurso pela primeira vez no ano passado.

    A decisão da Apple ocorre quando um número crescente de consumidores passou a comprar agora e pagar mais tarde por serviços para esticar seus orçamentos em um momento de inflação alta e incerteza econômica mais ampla.

    Outros serviços populares que oferecem a mesma opção de pagamento incluem Affirm, Klarna e Afterpay.

    Mas alguns economistas e defensores do consumidor levantaram preocupações de que esses serviços possam fazer com que os compradores assumam mais dívidas.

    O processo de parcelamento faz parecer que alguém está pagando praticamente nada pelos bens ou serviços que está adquirindo, Terri R. Bradford, especialista em pesquisa em sistemas de pagamento do Federal Reserve de Kansas City, disse anteriormente à CNN.

    “Portanto, a possibilidade é que você possa, em sua mente, pensar em tudo o que está comprando nessas quatro parcelas e, como resultado, contrair mais dívidas do que faria se tivesse que pagá-las integralmente a cada tempo.”

    Contudo, a Apple diz que o novo recurso foi “projetado pensando na saúde financeira dos usuários”.

    “Não existe uma abordagem única para todos quando se trata de como as pessoas gerenciam suas finanças”, disse Jennifer Bailey, vice-presidente de Apple Pay e Apple Wallet da Apple, no comunicado desta terça-feira.

    “Muitas pessoas estão procurando opções de pagamento flexíveis, e é por isso que estamos entusiasmados em oferecer aos nossos usuários o Apple Pay Later.”

    Os usuários da Apple poderão rastrear e gerenciar os próximos pagamentos de empréstimos no aplicativo Wallet. Qualquer pedido de empréstimo também pode ser feito no aplicativo sem impacto no crédito, segundo a empresa.

    A opção Pay Later da Apple é ativada por meio do programa de parcelas Mastercard.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original