Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Apple planeja mudar comando “E aí, Siri” para ativar assistente virtual

    Embora atualização seja aparentemente menor, especialistas dizem que pode sinalizar chegada de mudanças mais amplas e exigir extenso treinamento em IA

    Samantha Murphy Kellydo CNN Business

    A Apple supostamente quer acabar com “Hey”.

    Diz-se que a empresa está treinando seu assistente de voz Siri para receber comandos sem precisar da primeira metade da frase “E aí Siri”. A frase de gatilho é usada para iniciar a Siri em vários produtos, incluindo iPhone, iPad, HomePod e Apple Watch.

    A Bloomberg, que divulgou a notícia pela primeira vez, disse que a mudança pode ocorrer no próximo ano ou em 2024. A Apple não respondeu a um pedido de comentário da CNN Business.

    Embora a atualização seja aparentemente menor, especialistas dizem que pode sinalizar que mudanças mais amplas estão chegando e exigir um extenso treinamento em inteligência artificial. Lian Jye Su, diretor de pesquisa da ABI Research, falou que ter duas palavras de gatilho permite que o sistema reconheça solicitações com mais precisão, de modo que a mudança para uma palavra se apoiaria em um sistema de IA mais avançado.

    “Durante a fase de reconhecimento, o sistema compara o comando de voz com o modelo treinado pelo usuário”, disse Su. “’Siri’ é muito mais curto do que ‘Hey Siri’, dando ao sistema potencialmente menos pontos de comparação e maior taxa de erro em ambientes com eco, grandes e ruidosos”, como no carro ou quando o vento está presente.

    A mudança permitiria que a Apple alcançasse o prompt “Alexa” da Amazon, que não requer uma primeira palavra de ativação para seu assistente de voz. A Microsoft mudou de “Hey Cortana” em 2018, agora permitindo que os usuários digam apenas “Cortana” em alto-falantes inteligentes. No entanto, “OK Google” ainda é necessário para a maioria das solicitações de produtos do Google.

    O afastamento do “Hey Siri” também ocorreria em um momento em que Apple, Amazon e Google estão colaborando no padrão de automação Matter, que permitirá a interoperabilidade de dispositivos de automação e Internet das Coisas de diferentes fornecedores.

    Com isso em mente, James Sanders, analista principal da empresa de pesquisa de mercado CCS Insight, disse que “redobrar os esforços para melhorar a funcionalidade da Siri provavelmente é uma prioridade na Apple”.

    A Siri foi lançada em fevereiro de 2010 como um aplicativo iOS autônomo na Apple App Store antes de ser adquirida pela gigante da tecnologia dois meses depois. A empresa então integrou a Siri no iPhone 4S, lançado no ano seguinte, e introduziu a capacidade de dizer “E aí Siri” sem tocar fisicamente em um botão em 2014.

    A Siri ficou mais inteligente ao longo dos anos, graças à integração com desenvolvedores de terceiros, como aplicativos de transporte e pagamento, e suporte a perguntas de acompanhamento, mais idiomas e sotaques diferentes. No entanto, ele ainda tem problemas com não entender os usuários e responder incorretamente.

    “Embora a mudança ‘Hey Siri’ exija uma quantidade considerável de trabalho, seria surpreendente se a Apple anunciasse apenas essa mudança para a Siri”, disse Sanders. “Considerando os rumores, eu prevejo que essa mudança seja empacotada com outras funcionalidades novas ou aprimoradas para Siri, talvez junto com um novo modelo de HomePod e integrações com outros produtos domésticos inteligentes via Matter, como uma reintrodução ao assistente de voz da Apple.”

     

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original